Diabetes

5 dicas sobre exercício físico no paciente diabético

Escrito por Ícaro Sampaio

Esta publicação também está disponível em: Português Español

O exercício físico adequadamente orientado e praticado proporciona benefícios significativos para os pacientes com diabetes mellitus, constituindo ferramenta essencial para o manejo metabólico. Em fevereiro de 2022, o American College of Sports Medicine (ACSM) publicou novas recomendações para exercício/atividade física em pessoas com diabetes mellitus tipo 2. Conheça as cinco principais dicas desse novo consenso:

Dica 01 – Treinamento aeróbico regular: metanálises e revisões sistemáticas confirmaram que o treinamento aeróbico regular melhora a glicemia em adultos com DM2, com menos excursões hiperglicêmicas diárias e reduções de 0,5%–0,7% na HbA1c. O intervalo entre as sessões de exercício aeróbico não deve ser maior que dois dias consecutivos, devido à natureza transitória das melhorias induzidas pelo exercício na ação da insulina.

Dica 02 – Treinamento resistido de alta intensidade: tal estratégia possui maiores efeitos benéficos do que o treinamento resistido de baixa a moderada intensidade em termos de controle geral da glicose e redução dos níveis de insulina. Vale lembrar que as intervenções que combinam treinamento aeróbico e de resistência podem ser superiores a qualquer um desses de forma isolada.

Dica 03 – Exercício após uma refeição: no geral, a maioria dos estudos mostrou que o exercício pós-prandial proporciona melhor controle glicêmico ao atenuar os picos glicêmicos agudos, e maior gasto energético pós-prandial reduz a glicemia independentemente da intensidade ou tipo de exercício. Uma duração mais longa (≥45 min) proporciona os benefícios mais consistentes. Ou seja, uma caminhada após o jantar seria uma ótima ideia.

Dica 04 – Exercícios curtos ao longo do dia: pequenas “doses” de exercício físico ao longo do dia, para evitar longos períodos sentado, atenuam modestamente os níveis pós-prandiais de glicose e insulina, particularmente em indivíduos com resistência à insulina e maior índice de massa corporal. Dessa forma, incentive seu paciente a realizar pausas de 5 minutos a cada hora sentado, para fazer uma breve caminhada ou exercícios resistidos simples.

Dica 05 – Evitar hipoglicemia: para prevenir a hipoglicemia durante ou após o exercício, os pacientes que usam insulina ou secretagogos de insulina devem aumentar a ingestão de carboidratos ou, se possível, reduzir a dose insulina antes de iniciar uma sessão de exercício físico.

Bônus: As recomendações desse novo guideline americano são semelhantes àquelas presentes na Diretriz 2022 da Sociedade Brasileira de Diabetes que recomenda a  prática de exercícios combinados resistidos  (pelo menos 1 ciclo de 10 a 15 repetições de 5 ou mais exercícios, duas a três sessões por semana, em dias não consecutivos) e aeróbicos (no mínimo 150 minutos semanais de moderada ou equivalente de alta intensidade, sem permanecer mais do que dois dias consecutivos sem atividade).

OBS: texto escrito pelo Dr Ícaro Sampaio e retirado do Endocrinopapers.

Referências:

1.KANALEY, JILL A.1; COLBERG, SHERI R.2; CORCORAN, MATTHEW H.3; MALIN, STEVEN K.4; RODRIGUEZ, NANCY R.5; CRESPO, CARLOS J.6; KIRWAN, JOHN P.7; ZIERATH, JULEEN R.8 Exercise/Physical Activity in Individuals with Type 2 Diabetes: A Consensus Statement from the American College of Sports Medicine, Medicine & Science in Sports & Exercise: February 2022 – Volume 54 – Issue 2 – p 353-368.

2.Diretriz Oficial da Sociedade Brasileira de Diabetes, 2022.

Curso Cardiopapers

Banner Atheneu

Deixe um comentário

Sobre o autor

Ícaro Sampaio

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anúncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site

%d blogueiros gostam disto: