Lípides

Estatinas e função cognitiva

Em 2012 o FDA (US Food and Drug Administration) fez um alerta questionando a segurança das estatinas. Poderia haver uma associação das estatinas com algum prejuízo cognitivo, como perda de memória ou confusão mental. Não se sabe ao certo o motivo desse alerta. Acredita-se que tenha sido baseado em alguns relatos de caso ou em dados não publicados que eles tiveram acesso.

Assim, para avaliar melhor essa associação, foi realizada uma revisão de 25 estudos, incluindo 3 estudos randomizados, 16 coortes, 4 estudos de caso-controle e 2 estudos de corte transversal, nos quais foram avaliadas questões cognitivas em pacientes utilizando estatinas.

Os resultados dessa revisão sugerem que não há aumento de risco de piora cognitiva ou demência com o uso da estatina.

Apesar disso, devido às limitações dessa análise – falta de dados com altas doses de estatinas; falta de estudos randomizados grandes; heterogenidade na análise cognitiva – ainda precisamos de estudos randomizados maiores para definir essa questão.

Referência: Statins and Cognitive Function: A Systematic Review. Richardson K et al. Ann Intern Med. 2013;159(10):688-697.

Publicidade

Banner Atheneu

Banner Atheneu

Deixe um comentário

Sobre o autor

Fernando Figuinha

Fernando Figuinha

Especialista em Cardiologia pelo InCor/ FMUSP
Médico cardiologista do Hospital Miguel Soeiro - Unimed Sorocaba.
Presidente - SOCESP Regional Sorocaba.

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: