Sem categoria

Avaliação de prótese mitral – por que frequentemente é necessário o eco transesofágico?

 

Próteses mecânicas por serem feitas de tecido metálico causam sombras acústicas ao ecocardiograma. No caso de próteses em posição mitral esta sombra se projeta sobre o átrio esquerdo. Isto dificulta a visualização de regurgitações do VE para o AE. Não é incomum vermos pctes com IM importante em que o eco TT praticamente não vê refluxo. Nestes casos a suspeição clínica (presença de sopro) associado a outros dados do eco TT (aumento dos gradientes, aumento do PHT, aumento da relação vti mitral/vti aórtico, aumento da velocidade máxima do gradiente mitral na diástole) devem levar o clínico a solicitar o eco transesofágico. Neste exame a sombra acústica é deslocada do AE para o VE e assim o ecocardiografista é capaz de visualizar adequadamente a IM.

Publicidade

Deixe um comentário

Sobre o autor

Eduardo Lapa

Eduardo Lapa

Editor-chefe do site Cardiopapers
Especialista em Cardiologia e Ecocardiografia pela SBC

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: