Arritmia ECG

Cloroquina/hidroxicloroquina pode aumentar o risco de arritmias?

Pedro Veronese
Escrito por Pedro Veronese

Esta publicação também está disponível em: Português Español

Sabe-se que até o momento, não há tratamento específico para os pacientes infectados pelo novo coronavírus. Alguns fármacos como antivirais (ex. favipiravir, remdesivir, umifenovir e lopinavir/ritonavir), antibióticos (ex. azitromicina) e antimaláricos (ex. cloroquina e hidroxicloroquina) estão sendo testados em ensaios clínicos. A cloroquina, hidroxicloroquina e azitromicina têm potencial de prolongar o intervalo QTc e, portanto, causar taquicardia ventricular polimórfica – Torsades de Points (TdP). O lopinavir/ritonavir também podem prolongar o intervalo QTc. Os estudos ainda estão em andamento e até o momento não há certeza sobre a eficácia desses fármacos no combate a COVID-19.

Pelos mesmos motivos explicitados acima, a cloroquina e hidroxicloroquina devem ser evitadas em pacientes com síndrome do QT longo congênito.

Você pode ver relatos de casos de aumento de QTc ou de arritmias devido ao uso de hidrocloroquina aqui, aqui, aqui e aqui.

Como calcular o intervalo QTc?

Como tratar um paciente com torsades?

Conclusão do Cardiopapers:

1- Uma vez que essas medicações forem aprovadas e liberadas para o tratamento da COVID-19, o seu uso deve ser feito apenas sob recomendação médica. 

2- Recomendamos que um ECG antes do início do tratamento deve ser realizado e repetido 7 dias após. Uma avaliação minuciosa do intervalo QTc deve ser feita nesses pacientes.

Referência:

  1. https://www.crediblemeds.org/blog/additional-warnings-issued-covid-19-possible-treatments/

Curso Cardiopapers

Banner Atheneu

Deixe um comentário

Sobre o autor

Pedro Veronese

Pedro Veronese

Médico Especialista em Çlínica Médica pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.
Médico Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC.
Médico Especialista em Arritmia Clínica e Eletrofisiologia pela Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas - SOBRAC.
Médico do Centro de Arritmias Cardíacas do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.
Doutor em Cardiologia pelo InCor - FMUSP.
Preceptor da Residência de Clínica Médica do Hospital Estadual de Sapopemba e Hospital Estadual Vila Alpina.
Médico Chefe de Plantão do Pronto Socorro Central da Santa Casa de São Paulo.
Professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.
Professor da Faculdade de Medicina UNINOVE.

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: