ECG

Desafio ECG – grande eletrodo precordial

O que há de errado com este ecg?

O que chama atenção neste caso certamente é o fato dos complexos QRS estarem idênticos de V1 a V6. Isto se deve ao artefato chamado de grande eletrodo precordial. Ocorre quando se utiliza excesso de gel para colar as derivações precordiais. isto faz com que as derivações se comuniquem o que gera o aspecto de uma só grande derivação. Veremos então complexos QRS iguais de V1 a V6 os quais representam a somatória da atividade elétrica no precórdio.

Segue a foto do ecg do mesmo pcte após realização com técnica adequada.

Observa-se intervalo PR limítrofe, SAE (morris positivo), BRD, intervalo Qt alongado

Deixe um comentário

Sobre o autor

Eduardo Lapa

Eduardo Lapa

Editor-chefe do site Cardiopapers
Especialista em Cardiologia e Ecocardiografia pela SBC

4 comentários

    • Daniel,
      o estranho do ecg realmente é o fato de vermos QRS iguais de V1 a V6. mas a explicação não é a que você sugeriu…

  • É o que se chama ” grande eletrodo precordial” ! Coloca-se o gel condutor sem interrupção (gotas), ou seja coloca-se continuamente. Assim o traçado de V1 a V6 será igual e corresponderá a média dos potenciais elétricos de V1 a V6.
    Se bem que em alguns sistemas computadorizados isso pode ocorrer por outros motivos!
    Mas não me parece o caso!

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: