Arritmia ECG

Desmascarando o Padrão Eletrocardiográfico de Brugada Tipo I. Como Fazer o Teste da Ajmalina?

Escrito por Pedro Veronese

Esta publicação também está disponível em: Português

                A Síndrome de Brugada é caracterizada pelo padrão eletrocardiográfico de Brugada tipo I e sintomas como: taquicardia ventricular polimórfica, síncope, parada cardiorrespiratória em fibrilação ventricular ou respiração agônica noturna. O padrão eletrocardiográfico de Brugada tipo I é o supradesnivelamento do segmento ST nas derivações direitas (V1, V2 e V3) com o aspecto em “corcova de golfinho”. Embora esse achado seja fundamental para a definição da síndrome, ele é intermitente, podendo estar presente em um eletrocardiograma e ausente em outro feito alguns dias após.

                Devido a essa intermitência é possível proceder a algumas provas farmacológicas para se tentar “desmascarar” ou, melhor dizendo, evidenciar o padrão tipo I de Brugada. A literatura sugere que os fármacos bloqueadores de canais de Na são as drogas de eleição, tais como: ajmalina, flecainide, pilsicainide, procainamida e propafenona. Desses fármacos, o que tem melhor evidência na literatura é a ajmalina, pois tem uma meia vida curta e uma melhor sensibilidade para este fim.

                Como proceder o teste?

                O paciente deve estar monitorado com derivações superiores (V1 e V2 no 1° espaço intercostal (EIC), V3 e V4 no 2°EIC, V5 e V6 3°EIC) e um desfibrilador deve estar disponível. A ajmalina deve ser infundida 1mg/Kg em até 10min – dose máxima 100mg. Durante a infusão deve-se registrar ECGs seriados. Veja a figura 1.

 presentation1

Fig. 1: A esquerda ECG basal de um paciente com suspeita de Síndrome de Brugada. A direita o ECG do mesmo paciente após infusão de ajmalina “desmascarando” o padrão tipo I de Brugada.

Referências:

1.       Heart, Lung And Circulation (2015) 24, 1141–1148.

2.       Cardiovascular Journal of Africa. Vol 24, No 2, March 2013e6

Curso Cardiopapers

Banner Atheneu

Deixe um comentário

Sobre o autor

Pedro Veronese

Médico Especialista em Clínica Médica pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.
Médico Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC.
Médico Especialista em Arritmia Clínica e Eletrofisiologia pela Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas - SOBRAC.
Médico do Centro de Arritmias Cardíacas do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.
Doutor em Cardiologia pelo InCor - FMUSP.
Preceptor da Residência de Clínica Médica do Hospital Estadual de Sapopemba e Hospital Estadual Vila Alpina.
Médico Chefe de Plantão do Pronto Socorro Central da Santa Casa de São Paulo.
Professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.
Professor da Faculdade de Medicina UNINOVE.

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: