Lípides

Dor muscular que persiste após suspensão da estatina: o que fazer?

Eduardo Lapa
Escrito por Eduardo Lapa

Já vimos em posts prévios que os sintomas musculares são os efeitos colaterais mais comuns com o uso de estatinas. Normalmente estes somem poucas semanas depois da suspensão da medicação. Depois de meses, como proceder diante da dor muscular que persiste após suspensão da estatina ? Há 2 grandes hipóteses diagnósticas neste caso:

1- O paciente pode ter uma miopatia não relacionada com o uso de estatinas. Ex: polimiosite, hipotireoidismo, etc.

2- O paciente pode ter desenvolvido miopatia autoimune necrotizante induzida por estatina

O que seria esta segunda entidade? Trata-se de um processo autoimune que se apresenta como fraqueza/dor muscular + aumento importante de CK (geralmente acima de 6.000) que não melhora com a suspensão da estatina. 94% dos casos possuem anticorpos anti-HMG CoA redutase. Se for realizada biópsia muscular, nota-se intensa necrose do músculo.

Isto é comum? Não. Bem raro, na verdade. 1 caso para cada 100.000 usuários de estatina. De toda forma é bom ficar atento já que não podemos diagnosticar o que não sabemos que existe.

O tratamento é feito com imunossupressores.

Resumo da ópera:

Dor/fraqueza muscular que persiste com semanas após suspensão da estatina: investigar outras doenças e lembrar da miopatia autoimune necrotizante induzida por estatina. Se disponível, dosar anticorpos anti-HMG CoA redutase (método ELISA). 

Publicidade

Deixe um comentário

Sobre o autor

Eduardo Lapa

Eduardo Lapa

Editor-chefe do site Cardiopapers
Especialista em Cardiologia e Ecocardiografia pela SBC

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: