Congênitas

Em que situação tenho que fazer profilaxia para endocardite em paciente com CIA?

Eduardo Lapa
Escrito por Eduardo Lapa

Comunicação interatrial (CIA) não é indicação formal de se realizar profilaxia para endocardite infecciosa antes de procedimentos dentários. Contudo, há uma exceção relevante a esta regra.

Dica:

  • A exceção é nos primeiros 6 meses após tratamento intervencionista do defeito. Qual é o sentido disso? Nos primeiros meses após colocação de prótese percutânea, por exemplo, temos um material estranho ao organismo que serve de ponto de ancoragem para bactérias que por ventura entrem na corrente sanguínea. Após 6 meses, é esperado que já tenha havido endotelização de todo o dispositivo e assim não há mais contato do material protético com o sangue. A partir deste momento, volta a não haver indicação para profilaxia de endocardite.

Esta dica foi retirada do nosso novo livro Cardiologia Cardiopapers que será lançado em setembro de 2018 no congresso brasileiro de cardiologia. O capítulo de cardiopatias congênitas em adultos está excelente, com inúmeras dicas práticas para você que fez cardiologia mas que vez por outra atende pacientes adultos com cardiopatias congênitas.

Publicidade

Banner Atheneu

Banner Curso Pré Operatório

Deixe um comentário

Sobre o autor

Eduardo Lapa

Eduardo Lapa

Editor-chefe do site Cardiopapers
Especialista em Cardiologia e Ecocardiografia pela SBC

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: