Lípides

Estatina e mulher em idade reprodutiva: o que fazer?

Eduardo Lapa
Escrito por Eduardo Lapa

Todo mundo já ouviu falar: não se deve usar estatinas durante gestação devido ao risco de malformação. OK. Mas de onde veio essa história? Há um motivo real para fazer com que tenhamos cuidado ao prescrever estatinas em mulher em idade reprodutiva? Um dos estudos que gerou essas recomendações foi publicado no New England Journal of Medicine em 2004. Nesse artigo os autores revisaram 52 casos de mulheres que haviam usado estatinas no primeiro trimestre de gestação. Entre essas pacientes, houve relato de 20 casos de malformações. Houve 5 casos de malformação de sistema nervoso central e 5 casos de defeitos em membros. Em todos os casos, a estatina usada era lipofílica (ex: sinva, atorva, lova). Esse tipo de estatina mostrou, em estudos, que atinge na circulação placentária níveis similares aos encontrados no sangue materno. Já estudos realizados em animais com estatinas hidrofílicas como a pravastatina não mostraram teratogenicidade.

Certo, então esse estudo é a evidência definitiva de que estatinas são proscritas em gestantes, certo? Na verdade, não. Isso porque o desenho de estudo correto teria que ter, no mínimo, um grupo controle para comparar a incidência de malformações. Então é mais um gerador de hipótese e reforça a necessidade de estudos maiores sobre o assunto. Coortes posteriormente realizadas não mostraram aumento do risco de teratogenicidade com o uso deste grupo de hipolipemiantes.

OK. Resumindo, é um assunto em aberto ainda. De toda forma, fica a dica:

  • Em todas as diretrizes as estatinas aparecem como contraindicadas de forma absoluta em gestantes e também nas lactantes (mulheres que estão amamentando).

Isso quer dizer que não posso prescrever estatina para mulher em idade reprodutiva? Posso sim, mas…

  • Está considerando prescrever estatina para mulher em idade reprodutiva? Só o faço se ela estiver usando um método contraceptivo com alta eficácia. Não vale tabelinha! Tem que ser algo eficaz.

Certo. E se eu estiver com uma mulher com LDL nas alturas, que está usando um DIU, por exemplo, e em que eu prescrevi estatina. Digamos agora que ela quer tirar o DIU para engravidar. O que faço com a estatina? Parei ela hoje a mulher já pode engravidar amanhã? Dica:

  • Em mulher que está usando estatina, o ideal é que a medicação seja interrompida ao menos 1 ou 2 meses antes de começarem as tentativas de engravidar. 

Referência: nova diretriz americana de lípides. 

Curso Preparatório

Banner Atheneu

Banner Atheneu

Deixe um comentário

Sobre o autor

Eduardo Lapa

Eduardo Lapa

Editor-chefe do site Cardiopapers
Especialista em Cardiologia e Ecocardiografia pela SBC

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto:
X