Arritmia

Estudo X-VERT: rivaroxabana ou varfarina pré cardioversão de FA

Foi apresentado no congresso europeu o estudo X-VERT, que comparou de forma prospectiva o uso de varfarina (ou outros antagonistas de vitamina K – AVK) com o rivaroxabana previamente à realização de cardioversão eletiva de fibrilação atrial (FA).

Foi um estudo aberto, randomizado, numa relação 2:1, envolvendo 1504 pacientes com FA não valvar estável com duração > 48hs ou desconhecida. Foi utilizado rivaroxabana 20mg 1xd (ou 15mg 1xd se ClCr 30-49ml/min) ou AVK para atingir um INR entre 2,0 e 3,0.

Duas estratégias poderiam ser escolhidas: cardioversão precoce (uso de rivaroxabana ou AVK por 1 a 5 dias antes da cardioversão, seguido de anticoagulação por mais 6 semanas após) ou cardioversão tardia (uso de rivaroxabana ou AVK por 3 a 8 semanas antes da cardioversão – se AVK pelo menos 3 semanas com INR entre 2,0 e 3,0 –  seguido de anticoagulação por mais 6 semanas após).

O desfecho primário (composto de AVC, AIT, embolia periférica, IAM ou morte cardiovascular) ocorreu em 0,51% no grupo rivaroxabana vs 1,02% (5/978 vs 5/492; RR 0,50, IC 0,15-1,73).

No grupo rivaroxabana, 4 pacientes tiveram um desfecho após a estratégia de cardioversão precoce, e 1 após cardioversão tardia. No grupo AVK, 3 pacientes tiveram um desfecho após a estratégia precoce e 2 após a tardia.

Segundo as últimas diretrizes, para realização da estratégia precoce, um ecocardiograma transesofágico (ECO TE) seria necessário para afastar a presença de trombos. Nesse estudo, 64,7% dos pacientes da estratégia precoce realiazaram ECO TE, e na estratégia tardia, 10,1%. Dos 10 pacientes que apresentaram desfecho primário nesse estudo, 7 tinham realizado o ECO TE.

O desfecho primário de segurança (sangramento maior) ocorreu em 0,6% no grupo rivaroxabana vs 0,8% no grupo AVK (HR 0,76; IC 0,21-2,67)

O estudo sugere, assim, que o uso de rivaroxabana pode ser tão seguro e efetivo quanto o uso da varfarina nesse cenário pré-cardioversão, tanto na estratégia precoce como tardia.

Referência: Cappato R, Ezekowitz MD, Klein AL, et al. Rivaroxaban vs. vitamin K antagonists for cardioversion in atrial fibrillation. Eur Heart J 2014; DOI:10.1093/eurheartj/ehu367.

Publicidade

Deixe um comentário

Sobre o autor

Fernando Figuinha

Fernando Figuinha

Especialista em Cardiologia pelo InCor/ FMUSP
Médico cardiologista do Hospital Miguel Soeiro - Unimed Sorocaba.
Presidente - SOCESP Regional Sorocaba.

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: