Prevenção

Exercício físico: qual a dose certa?

cate escolhido

As diretrizes americanas publicadas em 2008 recomendam o seguinte:

– prática de pelo menos 150 minutos por semana de atividade física de intensidade moderada OU

– prática de pelo menos 75 minutos por semana de atividade física de alta intensidade

Estudo publicado no ano passado mostra que tais níveis mínimos de atividade já resultam em uma redução de cerca de 20% na mortalidade. Incrementos de até 3 a 5 vezes este limite resultaram em benefícios progressivos, chegando a reduzir em 39% o risco de morte. Níveis de atividade até 10x maiores do que esta quantidade mínima mostraram-se seguros mas não trazendo benefícios em relação a esforços mais amenos. 

Resumindo:

– quantidade mínima recomendada de exercício: 150 minutos por semana de atividade física de intensidade moderada OU menos 75 minutos por semana de atividade física de alta intensidade.

– Aumentar esta carga de 3 a 5 vezes mostra benefício em relação à diminuição de mortalidade. Exemplos seriam: 9 horas semanais de exercício de moderada intensidade ou 4 horas e meia de exercício de alta intensidade.

– E caso o seu paciente refira que não tem tempo para praticar nem o tempo mínimo de atividade física recomendada? Alguma atividade ainda é melhor do que nenhuma. Há estudos mostrando que mesmo menos de 60 minutos semanais de exercício já possuem benefício em relação à mortalidade cardiovascular. 

Referência: Harem H et al. Leisure Time Physical Activity and Mortality. JAMA Intern Med 2015. 

Publicidade

Banner Atheneu

Banner Curso Pré Operatório

Deixe um comentário

Sobre o autor

Eduardo Lapa

Eduardo Lapa

Editor-chefe do site Cardiopapers
Especialista em Cardiologia e Ecocardiografia pela SBC

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: