Métodos complementares Valvopatias

Existe insuficiência mitral secundária à dilatação do átrio esquerdo?

Eduardo Lapa
Escrito por Eduardo Lapa

Sim, existe. Em inglês usa-se o termo atrial functional mitral regurgitation. Como é exatamente que ocorre isso? Algumas doenças podem levar ao aumento importante do átrio esquerdo sem que haja dilatação concomitante do VE ou comprometimento da valva mitral. O exemplo clássico seria a fibrilação atrial crônica de longa data. E daí? O que ocorre que o anel mitral faz parte do átrio esquerdo e quando este se dilata de forma significante também pode ocorrer dilatação anual mitral a qual pode gerar refluxo da valva. Outra situação em que isto ocorre é na amiloidose cardíaca. Esta geralmente gera disfunção diastólica relevante do VE mas mantém as dimensões desta câmara dentro dos limites da normalidade (em casos avançados pode haver aumento de VE). O átrio esquerdo classicamente é bem dilatado na amiloidose cardíaca devido ao aumento das pressões de enchimento de VE. E este aumento do AE pode levar à insuficiência mitral nestes pacientes.

Resumo:

  • A dilatação do anel mitral é um dos mecanismos que pode gerar refluxo desta valva. Esta dilatação algumas vezes pode ocorrer de forma isolada, sem haver aumento de VE ou comprometimento da valva mitral em si.

Referência: O’Gara et al. 2017 ACC Expert Consensus Decision Pathway on the Management of Mitral Regurgitation A Report of the American College of Cardiology Task Force on Expert Consensus Decision Pathways. J Am Coll Cardiol 2017.

 

Publicidade

Deixe um comentário

Sobre o autor

Eduardo Lapa

Eduardo Lapa

Editor-chefe do site Cardiopapers
Especialista em Cardiologia e Ecocardiografia pela SBC

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: