Sem categoria

Niacina/laropipranto retirado do mercado

A ANVISA publicou uma nota sobre a suspensão da comercialização do medicamento niacina + laropipranto (cordaptive – Merck Sharp & Dohme).
A decisão foi feita baseado nos resultados do trabalho HPS-2 THRIVE (Heart Protection Study 2-Treatment of HDL to Reduce the Incidence of Vascular Events), estudo de prevenção secundária com mais de 25.000 pacientes que mostrou que a adição desse medicamento à estatina não mostrou benefício em redução de risco de eventos cardiovasculares maiores, como IAM ou AVC, quando comparado com o uso de estatina isolada. Além disso, houve uma freqüência maior de eventos adversos não fatais no grupo niacina, tais como sangramento (intracraniano e gastrointestinal), miopatias, infecções ou novo diagnóstico de DM.
Uma crítica a esse estudo é que uma boa parte dos pacientes selecionados não apresentavam HDL baixo, o que pode ter interferido no resultado. Outro problema é que não se sabe se o laropipranto é realmente seguro (inibidos do receptor DP1 para evitar ocorrência de flush).
Independente disso, o laboratório que o comercializa retirará essa droga do mercado.

Publicidade

Deixe um comentário

Sobre o autor

Fernando Figuinha

Fernando Figuinha

Especialista em Cardiologia pelo InCor/ FMUSP
Médico cardiologista do Hospital Miguel Soeiro - Unimed Sorocaba.
Presidente - SOCESP Regional Sorocaba.

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: