Hipertensão arterial sistêmica Nefrologia Prevenção

Nova diretriz de HAS – quando pensar em hipertensão renovascular? Que exames pedir?

Thiago Midlej
Escrito por Thiago Midlej

A Hipertensão renovascular (HARV) é uma causa de HAS secundária que atinge aproximadamente 5% dos pacientes hipertensos. Trata-se de estenose parcial ou total de uma ou das duas artérias renais que reduzem o fluxo na artéria, isquemiando o tecido renal e ativando o sistema renina-angiotensina-aldosterona. As principais causas da estenose são aterosclerose (90%), displasia fibromuscular e arterite de Takayasu.

Todos os pacientes com HAS devem ser investigado para estenose de artéria renal? Não. Devemos investigar apenas aqueles com:

– HAS resistente

– inicio de HAS antes dos 30 anos ou após 50 anos

– presença de sopro abdominal

– edema agudo de pulmão súbito

– piora da função renal com medicamentos que bloqueiam o SRAA

– assimetria renal significativa

Na suspeita de EAR, devemos solicitar USG doppler das artérias renais. Se possível, pode-se solicitar cintilografia (renograma). A angiografia das artérias renais (por RNM ou TC) é reservada para os pacientes com alta probabilidade que apresentaram USG doppler negativo. A arteriografia renal deve ser feita nos pacientes que apresentam estenose confirmada pelo USG doppler ou angiografia.

É importante lembrar que os pacientes com suspeita de HARV e que forem submetidos, por outro motivo, a cineangiocoronariografia, devem realizar arteriografia renal no mesmo momento, a não ser que haja contraindicação.

O tratamento pode ser percutâneo ou cirúrgico, dependo da lesão. Nem todos os pacientes portadores de HARV devem ter a estenose tratada. Os estudos CORAL e ASTRAL não mostram benefícios quando comparado implante de stent e tratamento clinico optimizado. Os pacientes com perda progressiva da função renal, EAP de repetição e dificuldade de controle da PA apresentam evidência de benefício.

Publicidade

Deixe um comentário

Sobre o autor

Thiago Midlej

Thiago Midlej

Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia​ e pelo Instituto do Coração da Faculdade de Medicina de São Paulo - I​NCOR​​.
Pós graduando da Unidade de Hipertensão do​​ I​NCOR​
Médico plantonista da Unidade Clínica de Emergência do INCOR
​​Cardiologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: