Sem categoria

O que é a Síndrome de Heyde?

A síndrome de Heyde consiste na associação de sangramento gastrointestinal por angiodisplasia e estenose valvar aórtica (EAo), e foi descrita pela primeira vez em 1958.

O que acontece nessa síndrome? O que foi descoberto nos estudos publicados nas últimas décadas é que a síndrome de Heyde está relacionada com a síndrome de von Willebrand adquirida tipo 2A que esses pacientes apresentam. Essa alteração ocorre devido à perda de multímeros de alto peso molecular (MAPM) do fator de Willebrand. Isso acontece porque em situações de alta tensão de cisalhamento (como ocorre na EAo grave) há uma proteólise desses MAPM durante a passagem do fator de von Willebrand na valva estenótica.

Um estudo do NEJM de 2003 mostrou que 92% dos pacientes com EAo grave apresentavam alteração do tempo de sangramento e 75% tinham níveis reduzidos de MAPM, e isso normalizava em todos os pacientes após 1 dia da cirurgia de troca valvar.

Então a conduta preferencial nesses casos é a cirurgia de troca valvar aórtica (por prótese biológica), e não cirurgia gastrointestinal para resolver o sangramento, já que essa última não vai resolver o problema fisiopatológico dessa síndrome. Se sangramentos no peri-operatório da cirurgia valvar, foram descritos o uso de suplementação do fator de von Willebrand com sucesso.

Referência: Figuinha FCR, Spina GS, Tarasoutchi F. Arq Bras Cardiol 2011;96(3):e42-e45.

Deixe um comentário

Sobre o autor

Fernando Figuinha

Fernando Figuinha

Especialista em Cardiologia pelo InCor/ FMUSP
Médico cardiologista do Hospital Miguel Soeiro - Unimed Sorocaba.
Presidente - SOCESP Regional Sorocaba.

1 comentário

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: