Atividade Física Diretrizes e Guidelines Prevenção

Quais são as novidades da segunda diretriz americana sobre atividade física ?

Escrito por Giordano Bruno

Esta publicação também está disponível em: Português

Publicada originalmente em 2008, a primeira diretriz sobre exercício está sendo atualizada pelo departamento de saúde norte-americano com o objetivo de individualizar a prática de atividade física. Lembrando que atividade física, além dos benefícios clássicos na redução de agravos cardiovasculares, também está relacionada à melhora da saúde mental e à diminuição do risco de câncer e quedas.  Com isso, a atividade física contribui para o bem estar, funcionalidade e sono, além de servir positivamente também para aqueles já portadores de doenças crônicas. (Cheque também este interessante estudo sobre atividade física em ambientes com poluição: https://cardiopapers.com.br/exercicio-fisico-e-poluicao-estamos-falando-sobre-algum-risco-cardiovascular/

Quais seriam então as recomendações para atividade física?

Crianças e adolescentes

– dos 3 aos 6 anos: devem ser estimuladas a serem fisicamente ativas visando crescimento e desenvolvimento.
– dos 6 aos 17 anos: devem realizar 1 hora de atividade moderada a intensa DIARIAMENTE, sendo o exercício aeróbico preenchendo esse tempo por pelo menos 3 dias na semana e nos demais associada a atividade de fortalecimento muscular ou ósseo.

Adultos

– Devem realizar esforço preferencialmente aeróbico de 150 a 300 minutos de atividade moderada por semana. Ou de 75 a 150 minutos de atividade intensa (podendo combinar ambas desde que em tempo equivalente).
– Devem realizar atividades visando fortalecimento muscular (anaeróbio) em pelo menos 2 dias da semana que comprovadamente proporciona benefícios adicionais

Idosos

– Devem realizar atividades balanceadas incluindo tanto treinamento aeróbico quanto muscular, visando não somente à promoção de saúde (cardiovascular principalmente) quanto os aspectos funcionais. Sempre adaptados as suas condições físicas

Gravidez e pós-parto

– devem realizar 150 minutos semanais de atividade aeróbica de moderada intensidade. Aquelas mulheres já habituadas a atividade aeróbica mais intensa poderiam continuar manter esse mesmo nível de atividade.
– Esse ajuste da atividade física deverá sempre monitorado em relação a progressão e estado da gravidez /pós-parto por profissionais de saúde que já fazem o acompanhamento gestacional

Portadores de doenças crônicas ou incapacidades

– Devem seguir a mesma orientação para sua faixa etária desde que estejam aptos, considerando ajustar de acordo com cada condição mas SEMPRE procurando evitar a total inatividade.


Princípios para prática de atividade física segundo a diretriz

1-Escolher atividades mais apropriadas visando os objetivos acima e considerando que algumas podem ser mais seguras do que outras (dificilmente não haverá um tipo de atividade física que não possa ser adaptada de maneira segura a alguma condição específica)
2-Acrescentar e aumentar gradualmente o nível de atividade até o objetivo da idade, evitando atividades intensas em pessoas sedentárias (princípio do “comece devagar e progrida devagar”)
3-Sempre utilizar equipamento de proteção adequado evitando riscos relacionados ao ambiente urbano ou não-urbano
4-Portadores de condições crônicas ou sintomas devem sempre consultar um profissional de saúde ou até especialista em atividade física para prescrição do tipo e intensidade da atividade física

 

Referência

https://health.gov/our-work/nutrition-physical-activity/physical-activity-guidelines

 

Curso Cardiopapers

Banner Atheneu

Deixe um comentário

Sobre o autor

Giordano Bruno

Médico Cardiologista e Ecocardiografista formado pela UFPE
Supervisor da residência em cardiologia do Hospital Agamenon Magalhães - SES/PE
Coordenador dos protocolos da cardiologia do Realcor / Real Hospital Português/PE

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anúncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site

%d blogueiros gostam disto: