ECG

Qual a Alteração Mostrada no ECG?

Pedro Veronese
Escrito por Pedro Veronese

IMG_8476

 

Para ver a resposta, clique no link abaixo:

Resposta: Ritmo idioventricular acelerado (RIVA)

ECG com FC 93bpm, QRS largo (> 120ms), sem visualização de ondas p. Quando se tem um ECG com QRS largo em todas as derivações geralmente se pensa em bloqueio de ramo. Neste caso, a ausência de onda p e o padrão morfológico dos QRS descartam essa possibilidade.
Pode-se usar os Critérios de Brugada para se definir a origem ventricular ou supraventricular desse ritmo. Já no seu primeiro critério: Há ausência de padrão RS nas precordiais? SIM; o diagnóstico de taquicardia ventricular é feito. Os mais atentos dirão: Taquicardia ventricular? Com FC 93bpm?
Portanto, faz-se o diagnóstico de ritmo idioventricular acelerado (RIVA) ou ritmo próprio dos ventrículos. Ele é ventricular como uma taquicardia ventricular (o que justifica o uso dos Critérios de Brugada), porém com frequência abaixo de 100bpm. Ele é acelerado, pois não se espera que um ritmo ventricular tenha FC 93bpm. Corroborando a origem ventricular, há um batimento estreito em DI, DII e DIII (segundo batimento), que provavelmente corresponde a uma captura sinusal do ventrículo.
Esse ritmo classicamente é descrito na reperfusão miocárdica, como no exemplo acima, mas pode estar presente em outros cenários de distúrbios metabólicos ou ainda ser idiopático. O principal mecanismo eletrofisiológico é o automatismo e geralmente não necessita de drogas antiarrítmicas.
Resumo: diferença de TV e RIVA – basicamente a frequência cardíaca. Se < 100 bpm – RIVA. Se > 100 bpm – TV.

Publicidade

Banner Atheneu

Banner Curso Pré Operatório

Deixe um comentário

Sobre o autor

Pedro Veronese

Pedro Veronese

Médico Especialista em Çlínica Médica pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.
Médico Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC.
Médico Especialista em Arritmia Clínica e Eletrofisiologia pela Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas - SOBRAC.
Médico do Centro de Arritmias Cardíacas do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.
Doutor em Cardiologia pelo InCor - FMUSP.
Preceptor da Residência de Clínica Médica do Hospital Estadual de Sapopemba e Hospital Estadual Vila Alpina.
Médico Chefe de Plantão do Pronto Socorro Central da Santa Casa de São Paulo.
Professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.
Professor da Faculdade de Medicina UNINOVE.

1 comentário

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto:
X