Arritmia ECG

Qual é o diagnóstico desse traçado de Holter?

Paciente de 79 anos, internado para investigação de síncope. Solicitado Holter 24hs. Qual e a alteração presente nesse traçado?

CLIQUE NO LINK PARA DISCUSSÃO

O paciente apresenta QT longo. No presente caso, devido à hipótese de FA paroxística, foi optado por iniciar amiodarona (2 dias antes desse exame), o que pode ter influenciado no resultado do exame. Durante o exame, apresentou a seguinte arritmia:

O QT longo ocorre devido a uma alteração na repolarização miocárdica. Está associado, em geral, com a ocorrência de taquiarritmias graves, como a Torsades de pointes, presente nesse caso. Pode ser genético ou adquirido. No caso de QT longo adquirido, devemos pensar em: efeitos de drogas, hipocalemia, hipomagnesemia ou hipocalcemia.

Entre as drogas, devemos pensar em anti-arrítmicos (como amiodarona, quinidina, sotalol), antibióticos macrolídeos (eritromicina), cisaprida, alguns anti-histaminicos não sedativos (terfenadina e astemizol), algumas medicações psicotrópicas (haloperidol).

No caso dessa taquiarritmia, além da cardioversão elétrica sincronizada, outras medidas são sugeridas são:

– Infusão de Sulfato de magnésio 2g EV em 15 minutos (podendo utilizar manutenção  após com 3 a 20mg/min)

– Overdrive supression – uso de marcapasso transvenoso com FC acima da taquiarritmia (se Mg ineficaz)

– Isoproterenol (dose inicial de 2mcg/min, aumento até FC 100 – uso para aumentar a freqüência do ritmo sinusal e diminuir o intervalo QT)

– Drogas antiarrítmicas da classe IB, como lidocaína ou fenitoína.

A conduta subseqüente, nesses casos, seria suspender a droga em questão e corrigir distúrbios hidro-eletroliticos, se presentes. Alguns pacientes que se mantém bradicárdicos e que apresentam Torsades de pointes bradicardia- ou pausa-dependentes podem precisar de marcapasso definitivo com uma FC um pouco maior. Avaliar necessidade de screening familiar.

Deixe um comentário

Sobre o autor

Fernando Figuinha

Fernando Figuinha

Especialista em Cardiologia pelo InCor/ FMUSP
Médico cardiologista do Hospital Miguel Soeiro - Unimed Sorocaba.
Presidente - SOCESP Regional Sorocaba.

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: