Hipertensão arterial sistêmica

Qual o melhor exame para fazer o rastreio de hiperaldosteronismo primário?

Eduardo Lapa
Escrito por Eduardo Lapa

Já falamos bastante sobre hiperaldosteronismo primário neste post. Aqui apenas destacaremos um aspecto específico. Suspeitei por algum motivo que meu paciente hipertenso pode ter hiperaldo primário: que exame pedir? Muitas pessoas acham que já deve ser solicitada uma tomografia de abdome. Errado! Por quê? Simplesmente a tc pode mostrar um nódulo na adrenal e este não ter absolutamente nada a ver com a hipertensão. A triagem deve ser feita com exames laboratoriais. Quais, mais precisamente? Relação aldosterona / atividade de renina plasmática. Nos casos em que a aldosterona for medida em ng/dL e a atividade de renina em ng/mL/h, valores de relação acima de 30 falam a favor de hiperaldo primário.

Detalhes:

  • para aumentar a especificidade do teste, o ideal é que os valores estejam acima de 10 ng/dL.
  • o paciente deve se alimentar normalmente. Não é para fazer restrição de sódio.
  • os níveis de potássio precisam estar controlados. Pctes com hiperaldo primário podem ter hipocalemia na apresentação. Neste caso primeiro tem-se que corrigir o potássio sérico para depois fazer o exame de aldosterona/renina.
  • Espironolactona tem que ser suspendida pelo menos 1 mês antes da realização do exame.

Publicidade

Deixe um comentário

Sobre o autor

Eduardo Lapa

Eduardo Lapa

Editor-chefe do site Cardiopapers
Especialista em Cardiologia e Ecocardiografia pela SBC

2 comentários

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: