ECG

Quando suspeitar de derrame pericárdico/tamponamento cardíaco pelo eletrocardiograma?

Dica: achado que sugere derrame pericárdico significante no ecg = baixa voltagem difusa. Isto ocorre porque entre os eletrodos colocados na pele do paciente e o miocárdio há líquido. Para dizermos que há baixa voltagem no ecg, o critério que utilizamos é complexos QRS com não mais do que 5 mm em derivações periféricas e com não mais que 10 mm nas derivações precordiais. Exemplo a seguir:

baixa voltagem - pcte de 300 kg com retenção cronica de CO2 - pickwickNos casos em que o derrame pericárdico causa tamponamento cardíaco podemos observar o fenômeno de alternância elétrica. O que é isso? A amplitude dos complexos QRS fica mudando de batimento para batimento. Exemplo:

ecg2

Para ver com maiores detalhes esta variação de amplitude do QRS podemos observar o zoom da derivação V4:

ecg1

E por que isto ocorre? Basta lembrar do post que já colocamos sobre swinging heart. Como o coração fica balançando de um lado para o outro dentro do saco pericárdico, isto faz com os complexos QRS registrados fiquem variando de amplitude.
Exemplo de ecocardiograma:
http://youtu.be/xvWo_OTlPOE

OBS: imagens gentilmente cedidas pelo Dr Eduardo Alberto Castro Roque – especialista em cardiologia pelo Incor_HCFMUSP.

Publicidade

Deixe um comentário

Sobre o autor

Eduardo Lapa

Eduardo Lapa

Editor-chefe do site Cardiopapers
Especialista em Cardiologia e Ecocardiografia pela SBC

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: