Insuficiência Cardíaca

Recomendações para o uso de peptídeos natriuréticos na doença cardíaca aguda – parte 3

 

As mudanças nos valores dos NP medidos num mesmo paciente devem ser interpretadas com cautela. A variabilidade biológica intra-individual é muito grande (cerca de 30 a 50%, um pouco menor para o NT-proBNP).

Assim, somente mudanças importantes nos valores dos NP em relação à medida de base (NT-proBNP > 50% e BNP > 60%) poderiam ser relacionadas à uma melhora hemodinâmica na IC aguda.

Medidas freqüentes de BNP num mesmo paciente não são, portanto, indicadas.

Sugere-se uma coleta à admissão, e uma nova coleta antes da alta. Valores que permanecem muito elevados nessa segunda coleta se correlacionam com um pior prognóstico.

Os NP são, também, marcadores prognósticos em embolia pulmonar aguda, além de preditores de mortalidade em síndrome coronariana aguda.

Lembrar que os NP não nos permitem diferenciar IC diastólica de sistólica, mas em IC diastólica, os valores tendem a ser menores.

 

Referência

  1. Thygesen K, Mair J, Mueller C, Huber K, Weber M, et al. Recomendations for the uso of natriuretic peptides in acute cardiac care. Eur Heart J. 2011.

Publicidade

Deixe um comentário

Sobre o autor

Fernando Figuinha

Fernando Figuinha

Especialista em Cardiologia pelo InCor/ FMUSP
Médico cardiologista do Hospital Miguel Soeiro - Unimed Sorocaba.
Presidente - SOCESP Regional Sorocaba.

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: