Emergências Prevenção

Sangramento com Dabigatran

Sangramento com Dabigatran

 

Conforme discutimos em tópicos anteriores, o dabigatran é uma dos novos anticoagulantes mais utilizados na prática clínica atualmente. Porém, com o aumento da população em uso desta medicação, o efeitos adversos começam a se tornar cada vez mais frequentes.

Neste artigo discutiremos o manejo dos diversos tipos de sangramentos relacionados a esta medicação.

  • Em situações de ugência, utilitar o Tempo de Trombina e /ou  o TTpa para quantificação dos efeitos anticoagulantes ( o ttpa é menos sensível );
  • Não utilizar o INR para quantificação do efeito anticoagulante;
  • Algoritmo acima com sugestões para manejo de pacientes com sangramento relacionado ao uso do dabigatran.

VER TEXTO COMPLETO : http://wiki.med.uottawa.ca/download/attachments/9764866/dabigatran-review.pdf?version=1&modificationDate=1310004752000

Publicidade

Deixe um comentário

Sobre o autor

Andre Lima

Andre Lima

Editor do site --
Especialista em Cardiologia pela SBC e InCor/ USP --
Especialista em Ecocardiografia pela SBC e InCor/USP --
Especialista em Terapia Intensiva pela AMIB --

2 comentários

    • Prezado Cleyton,

      Excelente colocação.
      O artigo de revisão a qual nos baseamos para este algoritmo foi publicado em 2010, já o artigo de da circulation a que vc se referiu é de 2011 e já foi comentado previamente aqui no blog, conforme o link abaixo.
      http://cardiopapers.com.br/2011/10/sangramentos-e-novos-anticoagulantes-%E2%80%93-o-que-fazer/

      O fato é que o artigo da circulation que avalia o complexo protombinico nos pacientes em uso de Complexo protrombinico, foi realizado em pacientes saudáveis e sem sangramento e utilizando o Tempo de trombina como parâmetro de efetividade.

      Na revisão de 2010, o uso de CPT foi sugerido em casos de sangramentos intensos e ameaçadores a vida e em que tudo foi tentado, tendo em vista trabalhos realizados em reversão do efeito em coelhos com SANGRAMENTO e considerando que mesmo o uso da variação do TEMPO de TROMBINA ( TT) as vezes não reflete (in vivo) a correção ou não do efeito anticoagulante.

      Portanto, minha opinião é que se o paciente está sangrando, sem condições hemodinâmicas para hemodiálise, PODE ser útil a administração CPT.

      Muito obrigado e vamos aguardar outras opiniões.

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: