ECG

Série Teste Ergométrico – Interrupção do teste

O médico executante deverá decidir quanto à interrupção ou não do esforço, ponderando riscos e benefícios.

Na tabela a seguir estão listados os critérios relativos para sugerir o término do exercício.

Publicidade

Deixe um comentário

Sobre o autor

Fernando Figuinha

Fernando Figuinha

Especialista em Cardiologia pelo InCor/ FMUSP
Médico cardiologista do Hospital Miguel Soeiro - Unimed Sorocaba.
Presidente - SOCESP Regional Sorocaba.

3 comentários

    • Então, esses são critérios relativos sugeridos para interromper o teste… mas se o paciente atingir a FC máxima e não tiver nenhum outro critério para interrupção, como cansaço físico intenso ou qualque outro, você pode continuar o exame por mais algum tempo…não é obrigado a parar não…

  • Lembrando que não é obrigatório parar ao atingir a FC máxima, porém se passar de 10% da mesma ou acima de 1 desvio padrão (12 bpm), aumenta a incidência de falsos positivos.

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: