Sem categoria

Trimetazidina – dicas práticas

cate escolhido

– O que é? 

Droga com ação antianginosa usada geralmente em casos de angina refratária às medicações mais tradicionais (betabloqueadores e nitratos, por exemplo)

– Qual é o mecanismo de ação?

Diferente das outras medicações utilizadas para o tratamento da angina a trimetazidina não tem efeito hemodinâmico (ex: diminuição da frequência cardíaca no caso dos betabloqueadores ou vasodilatação coronariana no caso dos nitratos) mas sim metabólico. Ela bloqueia a beta-oxidação de ácidos graxos nas células miocárdicas o que faz com que, durante a isquemia, haja preferencialmente oxidação da glicose. Isso diminui a produção de ácido láctico durante o período de isquemia.

– Qual a vantagem de combinar o uso da trimetazidina com a utilização de medicações como nitratos ou betabloqueadores?

A vantagem está justamente na fato da trimetazidina atuar de forma diferente das medicações citadas. Isto faz com que haja uma ação sinérgica no combate da angina.

– Qual a dose usual?

A apresentação mais usada da medicação é o comprimido de longa duranção de 35 mg. Normalmente a dose usada é de 1 comprimido de 12/12h. A medicação deve ser ingerida com alimentos. Assim, costuma-se administrá-la no café-da-manhã e no jantar.

– Quando utilizar com cautela?

1- ClCr entre 30 e 60 mL/min (a eliminação da medicação se dá basicamente por via renal) – recomenda-se usar apenas 1 comprimido por dia

2- Idosos com mais de 75 anos

– Quando não utilizar?

1- ClCr < 30 mL/min 

2- Pacientes com Parkinson, síndromas das pernas inquietas ou outras desordens do movimento (podem ser agravadas pela medicação)

3-Hipersensibilidade prévia à medicação

Deixe um comentário

Sobre o autor

Eduardo Lapa

Eduardo Lapa

Editor-chefe do site Cardiopapers
Especialista em Cardiologia e Ecocardiografia pela SBC

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: