Arritmia ECG

Vai fazer hidroxicloroquina para seu paciente com COVID-19? Se liga nessa dica

Pedro Veronese
Escrito por Pedro Veronese

Esta publicação também está disponível em: Português Español

Recentemente, escrevemos um post sobre o risco de arritmias ventriculares e o tratamento da COVID-19 com o uso de hidroxicloroquina (HCQ) e azitromicina (AZT). Para mais informações dê uma lida aqui. Porém, no dia 29/03/2020  o American College of Cardiology (ACC) fez uma atualização sobre este tema, que resumimos neste novo post.

O AAC recomenda, fortemente, que todos os pacientes que aceitarem sejam incluídos em protocolos de pesquisa que avaliem o tratamento com HCQ-AZT, visto o potencial benefício desta terapia e a falta de opções melhores até o momento.

Comentário Cardiopapers: quanto mais os estudos demonstrarem benefícios em relação a essa terapia (HCQ – AZT), mais liberais poderemos ser em relação a sua indicação, e vice-versa. Desta forma, essas recomendações podem ser modificadas num curto espaço de tempo, conforme as evidência comecem a ser publicadas com maior robustez.

Além de destacar o potencial benefício deste tratamento, o ACC enfatiza o curto período de uso desses fármacos – 5 a 10 dias, o que aumentaria a segurança no seu uso. O significativo clearance viral que estes medicamentos produzem poderia, em tese, proteger a população saudável e susceptível, outro ponto importante desta opção terapêutica.

Os pacientes elegíveis para HCQ – AZT devem ter seu risco estratificado pelo Tisdale escore, conforme mostrado a seguir:

Após a estratificação, defina se o paciente receberá o tratamento internado ou domiciliar.

Abaixo, seguem as recomendações do ACC de como utilizar a terapia HCQ-AZT com segurança:

Quer ver um vídeo show sobre 10 dicas sobre a hidroxicloroquina? Segue nossa dica:

Bibliografia:

  1. https://www.acc.org/latest-in-cardiology/articles/2020/03/27/14/00/ventricular-arrhythmia-risk-due-to-hydroxychloroquine-azithromycin-treatment-for-covid-19#.XoM6HXhPkPk.twitter
  2. Tisdale JE, Jayes HA, Kingery JR, et al. Development and validation of a risk score to predict QT interval prolongation in hospitalized patients. Circ Cardiovasc Qual Outcomes. 2013;6:479-487.

 

Curso Cardiopapers

Banner Atheneu

Deixe um comentário

Sobre o autor

Pedro Veronese

Pedro Veronese

Médico Especialista em Çlínica Médica pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.
Médico Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC.
Médico Especialista em Arritmia Clínica e Eletrofisiologia pela Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas - SOBRAC.
Médico do Centro de Arritmias Cardíacas do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.
Doutor em Cardiologia pelo InCor - FMUSP.
Preceptor da Residência de Clínica Médica do Hospital Estadual de Sapopemba e Hospital Estadual Vila Alpina.
Médico Chefe de Plantão do Pronto Socorro Central da Santa Casa de São Paulo.
Professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.
Professor da Faculdade de Medicina UNINOVE.

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: