Insuficiência Cardíaca

Viu o novo fluxograma para diagnosticar IC com fração de ejeção preservada?

Mônica Ávila
Escrito por Mônica Ávila

Esta publicação também está disponível em: Português Español

O conhecimento da insuficiência cardíaca com fração de ejeção preservada (ICFEp) vem se aperfeiçoando nos últimos anos e o diagnóstico preciso da doença vem ganhando importância visto que novas terapias estão sendo disponibilizadas especialmente para esses pacientes. Um algoritmo proposto pela sociedade europeia de cardiologia publicado recentemente visa esse diagnóstico de ICFEp.

O algoritmo abrange um uma avaliação pré- teste (Step 1 – P) que deve ser realizado em todos os pacientes com sinais e sintomas de IC. Nessa avaliação, uma anamnese e exame físico detalhado, exames laboratoriais, eletrocardiograma e ecocardiograma são realizados a fim de excluir diagnósticos diferenciais e avaliar possíveis causas da IC.

No segundo passo (Step 2 – E) um ecocardiograma mais detalhado e a realização do peptídeo natriurético são indicados com o objetivo de avaliar a estrutura e função cardíaca. Com essa avaliação pode-se classificar a probabilidade do diagnóstico ser ICFEp em baixa, moderada ou alta. (Figura abaixo)

Como podemos ver, se o escore for ≥ 5, o diagnóstico de ICFEP fica confirmado. Se for intermediário (2 a 4 pontos) pode-se indicar teste de estresse (ex: eco estresse) ou medidas invasivas. Já se o paciente preencher um ponto ou menos, a hipótese de ICFEP fica afastada. 

O terceiro passo (Step 3 – F1) vai ser aplicado nos pctes de probabilidade intermediária – a confirmação do diagnóstico da ICFEp pode ser feita através alterações hemodinâmicas como redução do volume sistólico e débito cardíaco e elevações nas pressões de enchimento que são detectadas tanto no repouso ou esforço. Para essa avaliação pode-se realizar testes não invasivos, como o ecocardiograma com estresse, ou teste invasivo como a realização do cateterismo direito.

O quarto e último passo (Step 4 – F2) – é realizada a avaliação etiológica da ICFEp.

O algoritmo completo está descrito na figura abaixo. Esse modelo vem complementar muitos outros esquemas já sugeridos para o diagnóstico de uma doença tão complexa que afeta grande parte da população com IC e cuja abordagem ainda é um desafio, visto que é uma patologia ainda com muitas lacunas e cujo tratamento ainda não é completamente estabelecido na literatura.

Referência: How to diagnose heart failure with preserved ejection fraction: the HFA–PEFF diagnostic algorithm: a consensus recommendation from the Heart Failure Association (HFA) of the European Society of Cardiology (ESC). European Heart Journal (2019) 00, 1–21 CLINICAL RESEARCH doi:10.1093/eurheartj/ehz641

Curso Questões Cardiopapers

Banner Atheneu

Deixe um comentário

Sobre o autor

Mônica Ávila

Mônica Ávila

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site

%d blogueiros gostam disto: