Não categorizado

Você conhece os inibidores checkpoints do sistema imune e seu potencial cardiotóxico?

Eduardo Lapa
Escrito por Eduardo Lapa

Esta publicação também está disponível em: pt-brPortuguês esEspañol

Texto escrito pela Dra Mônica Samuel Ávila, doutorado em medicina pelo Incor-FMUSP. Algumas células cancerígenas utilizam pontos de controle para impedir o ataque do sistema imunológico.  Os inibidores checkpoints do sistema imune representam uma nova categoria de drogas que ajuda a direcionar o sistema imune para reconhecer as células alvo contra o câncer. Os pesquisadores James P. Allison e Tasuku Honjo receberam o prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina de 2018 pela descobertas desses agentes

Diversos inibidores checkpoints já foram aprovados no tratamento do câncer incluindo o melanoma, câncer de pulmão e carcinoma renal entre outros. Exemplos desses inibidores são: nivolumabe, pembrolizumab, avelumabe, ipilimimabe. Enquanto o bloqueio imune pode alcançar uma regressão importante do tumor em alguns pacientes, essa ativação sistêmica das células T pode lesar outras células não-alvo levando a toxicidades como colite, penumonites, miosites, dermatites e hipofisites.

Mais recentemente foram descritos casos de miocardite secundária aos inibidores checkpoints.

A incidência de miocardite fica em torno de 0,27% e 1.14% e o tempo médio do início do quadro é de 30 dias geralmente após a primeira ou segunda infusão da medicação. Cerca de metade dos pacientes pode apresentar disfunção ventricular.

O quadro clínico da miocardite inclui sinais de insuficiência cardíaca aguda se apresentando com dispneia, edema pulmonar, dor torácica, arritmias, síncope e até choque cardiogênico ou morte súbita. Na miocardite por inibidores checkpoints os biomarcadores como troponina e CK-MB geralmente estão elevadas. A evidência de miocardite é demonstrada na ressonância nuclear magnética, no PET ou na biópsia endomiocárdica. O achado histilógico na biópsia endomiocárdica é um infiltrado linfocítico, semelhante aos achados de rejeição celular no transplante cardíaco.

O tratamento da miocardite abrange prevenção de novos episódios de toxicidade, imunossupressão para aliviar o quadro inflamatório e suporte clínico para evitar a piora cardíaca. As diretrizes da ASCO (American Society for Clinical Oncology) recomendam o uso de prednisona intravenosa 1-2 mg/Kg intravenoso ou metilprednisolona 500 – 1000 mg. Para casos não responsivos recomenda-se iniciar micofenolato mofetil ou infliximabe. É crucial nesse cenário a colaboração do cardiologista, oncologista e imunologista na pratica clínica para o melhora entendimento da miocardite relacionada a inibidores checkpoints com o objetivo de prevenir essa doença sem necessidade da interrupção do tratamento.

  1. Johnson DB, Balko JM, Compton ML, Chalkias S, Gorham J, Xu Y, et al. Fulminant Myocarditis with Combination Immune Checkpoint Blockade. N Engl J Med. 2016;375(18):1749-55.
  2. Mahmood SS, Fradley MG, Cohen JV, Nohria A, Reynolds KL, Heinzerling LM, et al. Myocarditis in Patients Treated With Immune Checkpoint Inhibitors. J Am Coll Cardiol. 2018;71(16):1755-64.
  3. Salem JE, Manouchehri A, Moey M, Lebrun-Vignes B, Bastarache L, Pariente A, et al. Cardiovascular toxicities associated with immune checkpoint inhibitors: an observational, retrospective, pharmacovigilance study. Lancet Oncol. 2018;19(12):1579-89.
  4. Caforio AL. Foreword to special issue on “Myocarditis”. Heart Fail Rev. 2013;18(6):669-71.
  5. Hu JR, Florido R, Lipson EJ, Naidoo J, Ardehali R, Tocchetti CG, et al. Cardiovascular Toxicities Associated with Immune Checkpoint Inhibitors. Cardiovasc Res. 2019.
  6. Brahmer JR, Lacchetti C, Thompson JA. Management of Immune-Related Adverse Events in Patients Treated With Immune Checkpoint Inhibitor Therapy: American Society of Clinical Oncology Clinical Practice Guideline Summary. J Oncol Pract. 2018;14(4):247-9.
  7. Lyon AR, Yousaf N, Battisti NML, Moslehi J, Larkin J. Immune checkpoint inhibitors and cardiovascular toxicity. Lancet Oncol. 2018;19(9):e447-e58.

Curso Questões Cardiopapers

Banner Atheneu

Deixe um comentário

Sobre o autor

Eduardo Lapa

Eduardo Lapa

Editor-chefe do site Cardiopapers
Especialista em Cardiologia e Ecocardiografia pela SBC

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site

%d blogueiros gostam disto: