Arritmia Coronariopatia

Você sabe o mecanismo de ação dos diferentes anticoagulantes? A gente te explica de uma forma fácil.

Eduardo Lapa
Escrito por Eduardo Lapa

Sempre é a mesma história. Você vai lá desde a faculdade, aprende a cascata de coagulação toda mas aí meses depois alguém lhe pede para explicar os detalhes e normalmente nos lembramos apenas das etapas principais. Todo estudante de medicina/médico já passou por isso. Combinado a isto, temos atualmente um grande número de anticoagulantes diferentes, e aí fica aquela confusão: onde atua mesmo esta droga? E esta outra? Para facilitar o aprendizado do mecanismo de ação, colocamos o esquema abaixo que simplifica de forma didática a cascata de coagulação, focando basicamente nas etapas em que os anticoagulantes atuam.

Tudo começa com, por exemplo, uma lesão endotelial que por sua vez expõe fator tecidual na parede do vaso (ex: instabilização de uma placa coronariana). Este fator tecidual irá se juntar ao fator VII ativado (VIIa) e este complexo irá ativar o fator X. Já aí podemos colocar o primeiro grande grupo de anticoagulantes que é o que atua inibindo a ação do fator X ativado (Xa). Neste grupo estão:

  • heparina de baixo peso molecular – HBPM –  (ex: enoxaparina)
  • heparina não fracionada – HNF – (aquela que fazemos IV em bomba de infusão)
  • fondaparinux
  • os novos anticoagulantes orais (NOACs) que atuam no fator Xa (ex: rivaroxabana, endoxabana e apixabana)

OK. Depois do fator X ser ativado, ele irá promover a ativação da trombina (fator II) que por sua vez irá promover a geração de fibrina, etapa final da cascata de coagulação. O segundo grande grupo de anticoagulantes atua justamente inibindo a atuação da trombina. Neste segundo grupo estão:

  • Mais uma vez as HBPM e a HNF
  • inibidores diretos da trombina parenterais (ex: bivalirudina)
  • inibidores diretos da trombina orais (ex: dabigatrana)

Pronto. É basicamente isto. Através deste esquema simplificado podemos ter uma visão geral da cascata de coagulação e onde atuam os principais anticoagulantes utilizados na prática clínica.

Referência: Leung LLK. Direct oral anticoagulants and parenteral direct thrombin inhibitors: Dosing and adverse effects. Uptodate. 

Publicidade

Deixe um comentário

Sobre o autor

Eduardo Lapa

Eduardo Lapa

Editor-chefe do site Cardiopapers
Especialista em Cardiologia e Ecocardiografia pela SBC

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: