ECG

Você sabe colocar os eletrodos V7, V8 e V9? Sabe para que servem?

Eduardo Lapa
Escrito por Eduardo Lapa

Em post prévio do nosso curso gratuito de ECG vimos como posicionar os eletrodos de um ECG convencional. Mas, você sabe colocar os eletrodos V7, V8 e V9? Sabe quando devemos usar estas derivações?

Primeira dica: colocar eletrodos V7 a V9 quando houver suspeita de infarto “posterior” ou “dorsal”. Por que colocamos estes termos entre aspas? Porque já vimos em outros posts que estes termos na verdade equivalem a acometimento na verdade da parede lateral.

OK. Mas e como faço para colocar estes eletrodos? Não posso apenas pedir para o pessoal da enfermagem fazer? Todo médico/estudante de medicina tem que saber isso. O que você vai fazer se estiver em um plantão e a enfermeira não souber como colocar estes eletrodos (o que não é incomum de ocorrer)?

Pois bem, aí está a forma de colocar:

Qual é mesmo o nível do V6? Quinto espaço intercostal.

Vendo no desenho, retirado do Manual de Eletrocardiografia Cardiopapers, ficaria assim:

Mas que eletrodos eu vou usar para fazer isso? Meu aparelho de ECG não tem eletrodo específico para isso! Nenhum aparelho tem, não é só o seu. Você pode pegar qualquer eletrodo precordial e usar para este fim. Basta saber qual eletrodo você está colocando em que lugar. Normalmente usa-se os eletrodos de V4 a V6 para colocar no lugar de V7 a V9. Aí basta riscar depois os nomes V4 a V6 no ecg impresso e substituir por V7 a V9 (vide último ecg deste post).

OK. Mas sinceramente, vou usar mesmo isso na prática? Sim!!! Cerca de 4% dos IAMs são exclusivamente “dorsais” e portanto o supra nestes casos só pode ser visto por estas derivações. Exemplo: pcte chega ao PS com dor torácica contínua, típica, há 3 horas. ECG não mostra supra de 2 derivações contíguas contudo podemos ver onda R ampla em V1 e V2 associado à infra de ST de precordiais. Isso pode ser sinal de acometimento “posterior”.

Feito ECG com V7, V8 e V9, sendo demonstrado supra de ST em V8 e V9, o que confirmou o diagnóstico de IAM com supra de ST.

Dica: de V7 a V9, o critério para diagnosticar supra de ST é diferente das outras derivações. Desnivelamento ≥ 0,5 mm já fecha critério. 

Gostou das dicas? Nosso Manual de Eletrocardiografia Cardiopapers tem centenas de dicas práticas e diretas como esta. Não deixe de conferir.

Deixe um comentário

Sobre o autor

Eduardo Lapa

Eduardo Lapa

Editor-chefe do site Cardiopapers
Especialista em Cardiologia e Ecocardiografia pela SBC

3 comentários

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: