Dicas

Não se deve utilizar Varfarina em pacientes oncológicos com TEV

Fernando Figuinha
Escrito por Fernando Figuinha

Esta publicação também está disponível em: Português Español

O estudo CLOT mostrou que usar heparina de baixo peso molecular diminuiu 52% o risco de recorrência de TEV comparado com varfarina. Então o tratamento deve ser Heparina de Baixo Peso Molecular. Recentemente, Rivaroxabana, Edoxabana e Apixabana se mostraram como opções interessantes nesses pacientes também (estudos Select-D, Hokusai-VTE-Cancer e Caravaggio).

Curso Cardiopapers

Banner Atheneu

Deixe um comentário

Sobre o autor

Fernando Figuinha

Fernando Figuinha

Especialista em Cardiologia pelo InCor/ FMUSP
Médico cardiologista do Hospital Miguel Soeiro - Unimed Sorocaba.
Presidente - SOCESP Regional Sorocaba.

2 comentários

  • Acho que os Doacs trazem uma esperança para pacientes oncológicos. O grande temor são os tumores do trato gastrointestinal e geniturinario.Apesar do Caravaggio ter incluído esses pacientes,o número foi muito pequeno.Fica ainda um gap para esses pacientes com alto risco de sangramento.

  • Diria que não se deve usar varfarina como PRIMEIRA ESCOLHA em pacientes oncológicos com TEV. Pode ser útil em uma situação clínica em que haja contraindicação ou alguma limitação ao uso dos outros anticoagulantes.

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site

%d blogueiros gostam disto: