Lípides

Estatinas aumentam o risco de diabetes mellitus?

Eduardo Lapa
Escrito por Eduardo Lapa

Estatinas aumentam o risco de diabetes mellitus?

  • O trial Jupiter foi o primeiro a mostrar que estatinas tinham o potencial de aumentar novos casos de diabetes mellitus (DM).
  • O guideline de colesterol da AHA/ACC de 2013 cita que para pacientes usando dose moderada de estatina há aumento de 1 caso de diabetes para cada 1.000 pctes tratados por ano. Já pctes em uso de dose alta da medicação, o risco aumenta para 3 casos a cada 1.000 pctes tratados por ano.
  • Esta incidência maior de DM com uso de doses elevadas de estatina veio de uma metanálise publicada no Jama. Este artigo mostrou, contudo, que ao mesmo tempo que ocorria elevação de novos casos de DM 6,5 novos eventos cardiovasculares (ex: IAM) eram prevenidos a cada 1.000 pctes tratados. Ou seja, para cada 1 novo caso de DM “gerado” pela estatina, 3,2 novos eventos cardiovasculares eram prevenidos.
  • Quais os pacientes que possuem maior risco de desenvolver DM com o tratamento com estatinas? Justamente os que já possuem predisposição aumentada como: glicemia de jejum > 100 mg/dL, HbA1c > 6%, IMC > 30 kg/m2.

Resumo:

  • Sim, estatinas parecem aumentar o risco de DM mas este impacto é de pequena monta e é contrabalanceado por uma diminuição de risco cardiovascular. Ou seja, não há motivos para deixar de prescrever estatina para um paciente com indicação precisa para esta medicação devido ao risco de DM. O risco (aumento de casos de DM) parece ser menor que o benefício (diminuição de eventos cardiovasculares).

Publicidade

Banner Atheneu

Banner Curso Pré Operatório

Deixe um comentário

Sobre o autor

Eduardo Lapa

Eduardo Lapa

Editor-chefe do site Cardiopapers
Especialista em Cardiologia e Ecocardiografia pela SBC

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto:
X