Coronariopatia

Como diferenciar infarto agudo do miocárdio (IAM) de injúria miocárdica?

Eduardo Lapa
Escrito por Eduardo Lapa

Já falamos sobre este tópico neste post. Mas como podemos resumir de forma rápida e clara a diferenciação entre infarto agudo do miocárdio (IAM) e injúria miocárdica? O algoritmo abaixo adaptado da 4a definição universal de infarto ajuda nisto:

Ou seja, primeiro ponto de todos é definir se o aumento da troponina é agudo ou crônico. Como fazer isso? Comparando 2 dosagens diferentes de troponina separadas por 3-6h. Se houver variação superior a 20% entre as duas dosagens, a alteração é aguda.

Exemplo: troponina normal é até 1. Paciente HAS chegou com quadro de dispneia e dor torácica. ECG inespecífico. Primeira troponina vem de 1,2, portanto já acima do percentil 99. Mas será que esse aumento não poderia ser de uma cardiopatia hipertensiva ou algo do tipo? Aí pode-se fazer uma segunda dosagem de troponina, Digamos que esta venha de 1,8. Como há uma diferença de 0,6 entre as dosagens e 0,6 corresponde a 50% do valor inicial (1,2), temos uma variação de 50% entre as dosagens o que sugere elevação aguda da troponina.

Lembrar que para fechar o diagnóstico de infarto precisamos de sinais/sintomas claros de isquemia. Estes podem ser memorizados pelo mnemônico SITE

 

 

Publicidade

Banner Atheneu

Banner Atheneu

Deixe um comentário

Sobre o autor

Eduardo Lapa

Eduardo Lapa

Editor-chefe do site Cardiopapers
Especialista em Cardiologia e Ecocardiografia pela SBC

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: