Arritmia ECG

Taquicardia Conduzida pelo Marca-Passo é o Mesmo que Taquicardia Mediada pelo Marca-Passo? Qual a Diferença?

Pedro Veronese
Escrito por Pedro Veronese

No post anterior sobre taquicardias relacionadas ao marca-passo (MP) discutimos sobre a taquicardia mediada pelo MP. Como dito anteriormente existem 3 tipos de taquicardias relacionadas ao MP:

  1. Taquicardia conduzida pelo MP.
  2. Taquicardia mediada pelo MP.
  3. Taquicardia induzida pelo MP.

Hoje vamos abordar as taquicardias conduzidas pelo MP. Para que ocorra uma taquicardia conduzida pelo MP são necessários: um sistema de estimulação atrioventricular e uma arritmia supraventricular. Desta forma, qualquer taquicardia supraventricular que, sentida pelo canal atrial do MP, deflagre capturas ventriculares em frequências elevadas, guardando características semelhantes à arritmia espontânea, é considerada uma taquicardia conduzida pelo MP. Portanto, se o paciente não tivesse o MP ele apresentaria a mesma taquicardia supraventricular, porém sem a presença de espículas ventriculares.

O MP não é responsável pela arritmia, embora ajustes na sua programação impeçam que a arritmia sentida pelo canal atrial do MP deflagre o ventrículo. O auto mode switch é uma função que permite ao MP dupla câmara, após detecção de arritmia atrial, modificar o modo de estimulação do MP para VVI ou DDI. Desta forma, o MP “ignora”os eventos atriais e passa a estimular exclusivamente o ventrículo (Fig. 1).Presentation1

Fig. 1: O traçado mostra um ritmo de flutter atrial para os átrios, que sentido pelo canal atrial do MP, deflagra o ventrículo em frequências elevadas, produzindo uma taquicardia conduzida pelo MP. Uma vez reprogramado o modo de estimulação para VVI, o MP “ignora”a arritmia atrial e passa a estimular exclusivamente o ventrículo (final do traçado).

Para prevenir que o paciente entre em flutter atrial o médico deve lançar mão de antiarrítmicos e ablação. A reprogramação do MP não impede o aparecimento da arritmia supraventricular, apenas previne que a arritmia atrial deflagre o ventrículo através do MP.

Referência:

  1. Martino Martinelli Filho e cols. Atlas de Marca-Passo. A Função através do Eletrocardiograma. 2° edição, Editora Atheneu, 2012.

Publicidade

Banner Atheneu

Banner Atheneu

Deixe um comentário

Sobre o autor

Pedro Veronese

Pedro Veronese

Médico Especialista em Çlínica Médica pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.
Médico Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC.
Médico Especialista em Arritmia Clínica e Eletrofisiologia pela Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas - SOBRAC.
Médico do Centro de Arritmias Cardíacas do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.
Doutor em Cardiologia pelo InCor - FMUSP.
Preceptor da Residência de Clínica Médica do Hospital Estadual de Sapopemba e Hospital Estadual Vila Alpina.
Médico Chefe de Plantão do Pronto Socorro Central da Santa Casa de São Paulo.
Professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.
Professor da Faculdade de Medicina UNINOVE.

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: