Não categorizado

Devo me preocupar com embolia pulmonar em paciente com síncope?

Alexandre Soeiro
Escrito por Alexandre Soeiro

Esta publicação também está disponível em: Português Español

Há 3 anos foi publicado artigo no New England Journal of Medicine que deu muito o que falar. Nele encontrou-se prevalência de 17% de trmboembolia pulmonar (TEP) entre pacientes hospitalizados com síncope. Você pode ver nosso resumo deste artigo aqui. A questão é que o artigo teve uma série de vieses que comentamos na época e que também foram abordados nesse texto.

Estudo publicado recentemente avaliou a presença de tromboembolismo pulmonar (TEP) em pacientes com síncope no setor de emergência de maneira prospectiva. Todos os pacientes foram avaliados sistematicamente por probabilidade pré-teste através de escore de Wells e resultados de D-dímero. Quando necessário foram submetidos à exames de imagem com angiotomografia de artérias pulmonares e cintilografia V/Q pulmonar.

Foram incluídos 1397 pacientes. TEP foi documentado em 19 pacientes (1,4%) da amostra global e 2,3% dos pacientes hospitalizados. No seguimento de 2 anos a incidência de TEP ou morte cardiovascular foi de apenas 0,9%.

Dessa forma, os autores concluíram que a incidência de TEP em pacientes com síncope é incomum, no entanto a avaliação sistemática deve ser realizada de rotina. TEP é uma doença de difícil diagnóstico e a avaliação sistemática através de escores pode permitir com que tal achado passe desapercebido em doentes potencialmente fatais.

Opinião do editor (Eduardo Lapa) – o atual estudo reflete melhor a população que vemos com síncope nos pronto-socorros da vida. Como visto, a prevalência de TEP foi baixa. É necessário manter-se sempre um grau de alerta para esse diagnóstico já que mesmo sendo poucos casos o TEP pode trazer risco à vida. Mas, não se justifica sair fazendo angiotc com protocolo para TEP em todo paciente que chega no PS com quadro de perda de consciência. 

Referência: JACC 2019;74:744-54.

Curso Questões Cardiopapers

Banner Atheneu

Deixe um comentário

Sobre o autor

Alexandre Soeiro

Alexandre Soeiro

Alexandre de Matos Soeiro

Médico Assistente e Supervisor da Unidade Clínica de Emergência - InCor (HCFMUSP).
Coordenador do Curso Nacional em Emergências Cardiológicas •
Coordenador da Liga de Emergências Cardiovasculares do InCor - HCFMUSP. •
Professor Convidado de Graduação do Terceiro, Quarto e Sexto Anos da FMUSP.
Médico Preceptor em Cardiologia - InCor - HCFMUSP - 2011.
Especialista em Cardiologia pela SBC.
Residência Médica em Cardiologia -InCor - HCFMUSP.
Especialista em Clínica Médica pela SBCM.
Residência em Clínica Médica - HCFMUSP.
Graduação em Medicina pela FMUSP.

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site

%d blogueiros gostam disto: