Insuficiência Cardíaca

Qual a indicação de pesquisar peptídeos natriuréticos em derrames serosos?

Jefferson Vieira
Escrito por Jefferson Vieira

O diagnóstico etiológico de derrame pleural por insuficiência cardíaca (IC) geralmente é clínico, reforçado pela confirmação de transudato na análise do líquido de toracocentese.

Dica:

  • Cerca de 25% dos fluidos pleurais de pacientes com IC podem ser erroneamente classificados como exsudado pelos critérios de Light, particularmente em pacientes tratados com diuréticos. Isso porque a terapia diurética pode aumentar as concentrações totais de proteína e de LDH no líquido pleural.

Alguns estudos já demonstraram que níveis de NTproBNP > 1500 pg/ml no líquido pleural podem identificar com precisão derrames secundários à IC. No entanto, uma vez que os níveis séricos de NT-proBNP são quase idênticos aos níveis de líquido pleural, as recomendações atuais sugerem que se use apenas o nível sérico associado ao julgamento clínico para identificar corretamente transudatos em pacientes com derrame pleural e IC.

Dica:

  • A IC é a segunda causa mais comum de ascite, atrás somente da cirrose.

Um interessante estudo nacional, publicado em 2014, avaliou 218 pacientes com ascite por IC (n = 44), cirrose (n = 162), doença peritoneal (n = 10) e pericardite constritiva (n = 2), e demonstrou que o BNP sérico é mais preciso no diagnóstico de ascite por IC do que o peritoneal. Nesse estudo, um BNP sérico > 364 pg/ml confirmou IC como etiologia da ascite, enquanto que um BNP sérico ≤ 182 pg/ml descartou essa hipótese. Na conclusão, os autores sugerem que o manejo de pacientes com ascite poderia ser simplificado pela obtenção de BNP sérico admissional, reduzindo a necessidade, e os riscos, de uma paracentese diagnóstica. Isso é particularmente verdadeiro nos casos em que a causa da ascite é incerta e pode ser secundária a IC.

Ah, mas no hospital que eu trabalho não há disponibilidade de BNP. Como faço para diferenciar ascite cardiogênica de ascite por cirrose? Simples: leia este post nosso.

Resumo da ópera:

  • Está frente a um paciente com derrame pleural ou ascite e desconfia que isso seja secundário à insuficiência cardíaca? A dosagem de peptídeos natriuréticos no sangue pode lhe ajudar bastante neste contexto, evitando punções desnecessárias do líquido cavitário.

Feller-Kopman D, Light R. Pleural Disease. NEJM. 2018; 378(8):740-751.

Farias AQ, Silvestre OM, Garcia-Tsao G, da Costa Seguro LF, de Campos Mazo DF, Bacal F, Andrade JL, Gonçalves LL, Strunz C, Ramos DS, Polli D, Pugliese V, Rodrigues AC, Furtado MS, Carrilho FJ, D’Albuquerque LA. Serum B-type natriuretic peptide in the initial workup of patients with new onset ascites: a diagnostic accuracy study. Hepatology. 2014 Mar;59(3):1043-51.

Publicidade

Banner Atheneu

Banner Atheneu

Deixe um comentário

Sobre o autor

Jefferson Vieira

Jefferson Vieira

Residência em Cardiologia pelo Instituto de Cardiologia/RS
Especialista em Cardiologia pela SBC
Especialista em Insuficiência Cardíaca e Transplante Cardíaco pelo InCor/FMUSP
Doutor em Cardiologia pela FMUSP
Médico-assistente do programa de Insuficiência Cardíaca e Transplante Cardíaco do Hospital do Coração de Messejana

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: