ECG Hipertensão arterial sistêmica

Trabalhos clássicos: escore de Romhilt-Estes

Eduardo Lapa
Escrito por Eduardo Lapa

Há inúmeros parâmetros para se diagnosticar sobrecarga de ventrículo esquerdo (SVE) pelo ECG. Um dos mais clássicos foi publicado por Donald W. Romhilt e E. Harvey Estes no American Heart Journal em 1968. Basicamente eles criaram um escore com vários parâmetros diferentes, boa parte já consolidados na literatura da época, para então realizar a soma dos pontos e ver se fechava ou não critério para SVE.

romhilt2

Foram avaliados 150 pacientes os quais haviam sido submetidos a realização de ECG 3 meses antes de morrer e então comparado os achados com resultado de necrópsia (padrão-ouro para diagnóstico de hipertrofia do VE). Dos 90 pacientes com HVE pela autópsia, 52 (57,8% de sensibilidade) apresentavam 5 ou mais pontos pelo critério de Romhilt-Estes. Já dos 60 pacientes com corações normais, sem HVE, 2 apresentaram critério positivo (especificidade de 96,6%).

Um ponto que às vezes gera dúvidas é como calcular o tempo de ativação ventricular. Basta medir do início do QRS até o pico da onda R em V5 ou V6. Exemplo (figura retirada do nosso Manual de Eletrocardiografia Cardiopapers):

Untitled

Vale lembrar que este critério de tempo de ativação ventricular não pode ser utilizado para pacientes com bloqueio de ramo esquerdo. O aumento da TAV faz parte dos critérios diagnósticos de BRE, independemente de haver HVE.

Referência: Romhilt WD, Estes EH. A Point-score system for the ECG diagnosis of left ventricular hypertrophy. Am Heart J 1968.

Publicidade

Deixe um comentário

Sobre o autor

Eduardo Lapa

Eduardo Lapa

Editor-chefe do site Cardiopapers
Especialista em Cardiologia e Ecocardiografia pela SBC

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: