Hipertensão arterial sistêmica Prevenção Semiologia

Em qual braço devo medir a pressão arterial?

Thiago Midlej
Escrito por Thiago Midlej

Essa é uma pergunta frequente. Prepare-se para a resposta!  Nos dois braços e nas pernas também. Isso mesmo, a pressão também deve ser medida nas pernas.  Claro que não é necessário que isso seja realizado em toda consulta, mas pelo menos na primeira, a pressão deve ser medida nos quatro membros: nos dois braços e nas duas pernas. Isso porque pode existir uma diferença de pressão entre os membros que justificam uma investigação mais detalhada, podendo inclusive, ser a causa da sua hipertensão.

Geralmente, há uma diferença não tão grande entre os membros, mas o suficiente para ficarmos atento. Por exemplo, se você mediu a pressão no braço direito e estava 120 x 80 mmHg ótimo, sua pressão está dentro da normalidade. Mas se no outro braço a sua pressão estiver 138 x 88 mmHg, devemos ficar atentos, você tem grande possibilidade de elevar essa pressão e necessita de mudança de estilo de vida. E se estivesse nesse braço 150 x 90 mmHg? Você seria considerado como hipertenso (dependo de outras medidas em mais de uma consulta). Entendeu a diferença? E aí, qual é a minha pressão verdadeira então? A do braço em que foi medida o maior valor. Nesse caso o braço esquerdo, e é nesse braço que você deverá fazer todas as medidas a partir de então. Um estudo publicado na revista The Lancet em 2012, demonstrou que uma diferença de pressão sistólica acima de 15 milímetros de mercúrio (mmHg) entre os dois braços está associada ao maior risco de ter uma das artérias do braço parcialmente obstruída. Esta diferença também foi associada a maior risco de obstrução em outra artéria e a um aumento de 70% no risco de morte por doença cardíaca.

A 7ª diretriz Brasileira de Hipertensão recomenda que a PA deve ser medida nos braços mas, se houver suspeita de HAS secundária (coarctação da aorta), a mediação deverá ser realizada nos membros inferiores, utilizando manguitos apropriados.  A diretriz ainda orienta uma investigação mais aprofundada nos casos em que a medição da pressão apresentar uma diferença superior a 10 mm Hg entre a artéria braquial e poplítea.

Assim, lembre-se sempre de medir a pressão nos quatro membros, pelo menos , na primeira consulta.

Referências:

– Malachias MVB, Souza WKSB, Plavnik FL, Rodrigues CIS, Brandão AA, Neves MFT, et al. 7ª Diretriz Brasileira de Hipertensão Arterial. Arq Bras Cardiol 2016; 107(3Supl.3):1-83

Deixe um comentário

Sobre o autor

Thiago Midlej

Thiago Midlej

Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia​ e pelo Instituto do Coração da Faculdade de Medicina de São Paulo - I​NCOR​​.
Pós graduando da Unidade de Hipertensão do​​ I​NCOR​
Médico plantonista da Unidade Clínica de Emergência do INCOR
​​Cardiologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: