Arritmia

CARDIO-FIT: o papel da atividade física no controle da FA

Vários estudos recentes tem demonstrado a importância da mudança de estilo de vida no tratamento da fibrilação atrial (FA). O estudo LEGACY, apresentado no congresso americano de cardiologia (ACC), mostrou que a perda de peso sustentada esteve relacionada com menos sintomas relacionados à FA e com manuteção do ritmo sinusal em um número maior de pacientes.

O estudo CARDIO-FIT (Cardiorespiratory Fitness on Arrhythmia Recurrence in Obese Individuals with Atrial Fibrillation) foi um estudo observacional com 308 pacientes, que avaliou o impacto da realização da atividade física no controle de ritmo e na melhora de sintomas em pacientes com fibrilação atrial.

Esses pacientes foram submetidos a um teste de esforço para determinar o equivalente metabólico (MET) no início e no final do seguimento. Foi avaliada também a intensidade de exercício físico que eles realizavam ao início do estudo.

Foi considerado melhora do desempenho cardiorrespiratório um ganho de > ou = a 2 METs no final do seguimento.

Recorrência da FA (avaliado por Holter 7 dias) e sintomas relacionados à FA diminuíram significativamente para aqueles que tiveram uma melhora do desempenho cardiorrespiratório (p < 0,001).

Na análise multivariada, os preditores de melhores desfechos foram: desempenho cardiorrespiratório no início do estudo, melhora do desempenho funcional durante o estudo e perda de peso.

Esse é mais um estudo que reforça a importância da mudança de estilo de vida no controle da FA, e mostra que uma melhora no desempenho cardiorrespiratório pode otimizar os resultados benéficos já demonstrados da perda de peso nesse contexto.

Referência: Pathak RK, Elliott A, Middeldorp ME, et al. Impact of cardiorespiratory fitness on arrhythmia recurrence in obese individuals with atrial fibrillation: The CARDIO-FIT study. J Am Coll Cardiol 2015; DOI:10.1016/jack.2015.06.488.

Publicidade

Deixe um comentário

Sobre o autor

Fernando Figuinha

Fernando Figuinha

Especialista em Cardiologia pelo InCor/ FMUSP
Médico cardiologista do Hospital Miguel Soeiro - Unimed Sorocaba.
Presidente - SOCESP Regional Sorocaba.

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: