Coronariopatia Hemodinâmica

Você provavelmente já ouviu falar no escore Syntax, certo? E no Syntax II?

Cristiano Guedes
Escrito por Cristiano Guedes

Mulher de 74 anos com queixa de angina e antecedente de DPOC apresenta doença coronária multiarterial, sendo recomendado o tratamento cirúrgico pelas informações anatômicas advindas da cineangiocoronariografia (SYNTAX SCORE I = 42). Porém, após aplicarmos o escore SYNTAX II, observamos que tanto angioplastia quanto cirurgia podem ser recomendados.

O escore SYNTAX II é uma ferramenta que ajuda na escolha da melhor estratégia de revascularização (se intervenção coronária percutânea – ICP ou cirurgia de revascularização do miocárdio – CRM) em pacientes com doença coronária multiarterial, otimizando a capacidade discriminatória do escore SYNTAX I ou SYNTAX anatômico. Na tentativa de individualizar o risco, o escore SYNTAX II inclui 6 variáveis clínicas (idade, sexo, função renal, função ventricular, DPOC e doença vascular periférica) e 2 variáveis anatômicas (SYNTAX anatômico e lesão de tronco da coronária esquerda) que interagem de forma diferente no prognóstico dos pacientes após ICP ou CRM. Como exemplo, temos que uma maior complexidade anatômica (SYNTAX anatômico elevado) impacta mais negativamente nos resultados da ICP ao passo que a doença pulmonar (DPOC) impacta mais negativamente nos resultados da CRM.

O escore SYNTAX II se baseia na predição de mortalidade em 4 anos após ICP ou CRM para oferecer recomendações sobre a forma de revascularização que se associa a melhor prognóstico ou se há equivalência entre os tratamentos. Com base nesse escore, aproximadamente 80%, 60% e 30% dos pacientes nos grupos de baixo, médio e alto risco conforme o SYNTAX anatômico, respectivamente; teriam, pelo menos, mortalidade similar a longo prazo entre CRM e ICP.

O escore SYNTAX II foi desenvolvido no estudo randomizado SYNTAX e apresentou boa performance em sua extensa validação (Registro DELTA, registro CREDO-Kyoto, estudos PRECOMBAT/BEST).

Portanto, esse escore que pode ser facilmente calculado (www.syntaxscore.com) através de apenas 8 variáveis, ajuda o “Heart Team” na tomada de decisão em relação à melhor estratégia de revascularização (ICP ou CRM) em pacientes com doença coronária multiarterial. No entanto, outras características clínicas ou anatômicas peculiares ao paciente individual, bem como a avaliação de lesões causadoras de isquemia (avaliação funcional com FFR, por exemplo) e experiência do serviço em angioplastias complexas e/ou cirurgia cardíaca devem ser levadas em consideração.

Nota do editor: você sabe calcular o escore Syntax I com confiança? Não? Fique tranquilo. Normalmente quem faz este cálculo é o próprio hemodinamicista. Se você quiser calcular o escore Syntax II do seu paciente, peça para um hemodinamicista de sua confiança fazer o escore angiográfico (através deste link) e depois, com esse resultado em mãos, você calcula o resto do escore Syntax II. (Eduardo Lapa)

Resumo da ópera:

Ao acrescentar dados clínicos ao escore angiográfico, o Syntax II ajuda o cardiologista clínico a refinar a tomada de decisão frente a um paciente coronariano multiarterial.

Referências:

  1. Sotomi Y, Collet C, Cavalcante R, Morel MA, Suwannasom P, Farooq V, van Gameren M, Onuma Y, Serruys PW. Tools and Techniques – Clinical: SYNTAX score II calculator. EuroIntervention. 2016 May 17;12(1):120-3.
  2. Cavalcante R, Sotomi Y, Mancone M, Whan Lee C, Ahn JM, Onuma Y, Lemos PA, van Geuns RJ, Park SJ, Serruys PW. Impact of the SYNTAX scores I and II in patients with diabetes and multivessel coronary disease: a pooled analysis of patient level data from the SYNTAX, PRECOMBAT, and BEST trials. Eur Heart J. 2017 Apr 18.

Deixe um comentário

Sobre o autor

Cristiano Guedes

Cristiano Guedes

• Graduação em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
• Residência médica em Cardiologia pelo Instituto do Coração da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (InCor-FMUSP)
• Especialista em Hemodinâmica e Cardiologia intervencionista pelo InCor-FMUSP
• Sócio Titular da Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista
• Cardiologista intervencionista do Hospital Sírio Libanês – São Paulo e do Hospital Cardio Pulmonar – Salvador.

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: