Sem categoria

Risco de suicídio e o uso de vareniclina

Um estudo avaliou mais de 13.000 casos que apresentaram algum evento adverso envolvendo uma medicação para cessar tabagismo, em um período de 13 anos.

Dos pacientes que apresentaram algum comportamento de auto-agressão ou depressão, 90% estavam em uso de vareniclina, comparado com 7% dos que utilizavam bupropiona, e 3% daqueles que usaram reposição de nicotina (OR 8,4 para vareniclina e 2,9 para bupropiona, comparados com terapia de reposição de nicotina).

Os autores sugerem então que a vareniclina não deve ser uma droga de primeira-linha para auxiliar cessar o tabagismo, e se for utilizá-la, deve-se sempre investigar sintomas depressivos nesses pacientes.

O FDA solicitou à pfizer a realização de um novo estudo para avaliar a segurança neuro-psiquiátrica dessa droga.

Referência: Moore TJ, Furberg CD, Glenmullen J, et al. Suicidal behavior and depression in smoking cessation treatments. PLoS One 2011;6:e27016.

Publicidade

Deixe um comentário

Sobre o autor

Fernando Figuinha

Fernando Figuinha

Especialista em Cardiologia pelo InCor/ FMUSP
Médico cardiologista do Hospital Miguel Soeiro - Unimed Sorocaba.
Presidente - SOCESP Regional Sorocaba.

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: