Métodos complementares Valvopatias

Como graduar insuficiência mitral pelo ecocardiograma?

Eduardo Lapa
Escrito por Eduardo Lapa

Esta publicação também está disponível em: pt-brPortuguês esEspañol

Você tá lá no consultório e recebe um laudo de eco dizendo: insuficiência mitral moderada. ERO de 0,2 cm2, vena contracta de 5 mm e ausência de fluxo sistólico reverso em veias pulmonares. Parece grego? Não deveria. É crucial que o cardiologista domine estes conceitos para saber interpretar adequadamente um laudo de eco. Então, vamos lá. Quais os parâmetros que podemos usar para graduar a insuficiência mitral pelo eco?

Você já viu posts sobre estes assuntos aqui. Exemplos:

Mas quando eu vou dizer que a IM é importante por estes parâmetros? Segue o esquema

 

Curso Preparatório

Banner Atheneu

Deixe um comentário

Sobre o autor

Eduardo Lapa

Eduardo Lapa

Editor-chefe do site Cardiopapers
Especialista em Cardiologia e Ecocardiografia pela SBC

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: