Sem categoria

Desafio: Qual a patologia neste ECO ?

Mulher, 55 anos, admitida no pronto socorro com dor torácica de forte intensidade.  

httpv://www.youtube.com/watch?v=wggDUhxtUk4

http://www.youtube.com/watch?v=wggDUhxtUk4&feature=player_embedded

 OBS: Exame realizado à beira leito com aparelho de Ecocardiograma trans torácico portátil.

 

Comente ! Dê sua opinião!!

 

GENTILMENTE CEDIDO PELA DRA  FERNANDA FATURETO


RESPOSTA: Dissecção de Aorta Tipo I de DeBakey e Tipo A de Stanford

A dissecção de aorta é uma das principais emergências cardiovasculares. Há algumas décadas, a mortalidade chegava a mais de 20% nas primeiras 24 horas evidenciândo um prognóstico sombrio com mortalidade de aproximadamente 1% por hora nas primeiras 48%. Atualmente, com o avanço tecnológico nos métodos diagnósticos ( TC, ECO TE, RNM) o diagnóstico precoce se tornou possível mudando este panorama e melhorando a sobrevida.

O Diagnóstico de Dissecção de Aorta pelo ecocardiograma trastorácico é geralmente mais difícil, sendo a técnica transesofágica de melhor definição e a de escolha nos casos de instabilidade hemodinâmica e dificuldades para transporte.

De acordo com a imagem abaixo na incidência para esternal esquerda (longitudinal)   podemos perceber Lâmina de dissecção em aorta ascendente associado a Insuficiência aórtica aguda.

Na imagem seguinte na incidência para esternal esquerda ( transversal) podemos obsevar dissecção de aorta paralela a cúspide não coronariana da v. Aórtica.

Notamos que a dissecção extende-se e acomete o tronco baquio-cefálico como visto na imagem abaixo.

E por fim percebe-se na inicidência subcostal Lâmina de dissecção de aorta abdominal ( Luz verdadeira e falsa)

Na maioria das vezes, a dissecção é originada em 2 sítio principais. 1)    Aorta ascendente nas proximidades do  plano da valva aórtico. 2) Na aorta ascendente, após a emergência da arteria subclávia esquerda. Dependendo do sitio de dissecção e da extensão podemos classificá-la de 2 maneiras como mostra a figura abaixo:

Classificação DeBakey (1982)

Classificação de Stanford ( 1970)

Publicidade

Deixe um comentário

Sobre o autor

Andre Lima

Andre Lima

Editor do site --
Especialista em Cardiologia pela SBC e InCor/ USP --
Especialista em Ecocardiografia pela SBC e InCor/USP --
Especialista em Terapia Intensiva pela AMIB --

2 comentários

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: