Insuficiência Cardíaca Miscelânia

Mavacamten, uma nova terapia para pacientes sintomáticos com cardiomiopatia hipertrófica não obstrutiva?

Esta publicação também está disponível em: Português Español

Um estudo de fase II sobre o uso de Mavacamten em pacientes com cardiomiopatia hipertrófica não obstrutiva sintomática (CMH) foi recentemente publicado no JACC. Mavacamten é um inibidor alostérico da miosina adenosina trifosfatase específica para o coração. Por sua função na redução de pontes cruzadas de actina, melhora a função diastólica e a energia em modelos animais de CMH in vitro e in vivo. O principal objetivo deste estudo foi avaliar a segurança e a tolerabilidade do mavacamten em pacientes com CMH não obstrutiva sintomática. Além disso, foram avaliados o impacto nos sintomas, capacidade funcional, medidas ecocardiográficas da função diastólica e sistólica e biomarcadores séricos.

Foi um estudo multicêntrico, duplo-cego, randomizado, controlado por placebo, os participantes do estudo foram randomizados em 3 grupos, os 2 primeiros grupos receberam mavacamten em doses diferentes para atingir concentrações séricas da droga de 200 ng/ml no grupo 1 e aproximadamente 500 ng/ml no grupo 2, o grupo 3 foi o grupo placebo. No total, 59 pacientes participaram do estudo (19 no grupo 1, 21 no grupo 2 e 19 no grupo placebo).

Mavacamten foi bem tolerado na maioria dos indivíduos, 90% dos participantes tratados com mavacamten e 68% dos participantes tratados com placebo experimentaram algum evento adverso, no entanto, a maioria foi descrita como leve. O tratamento com Mavacamten foi associado a uma redução dependente da dose nos níveis séricos de NT-proBNP, e as análises de subgrupos sugeriram que pacientes com expressão mais avançada da doença podem responder melhor à terapia. Foram realizadas análises para avaliar o impacto de 16 semanas de tratamento com mavacamten nos parâmetros ecocardiográficos da função diastólica (E/e ‘, velocidade e’) e no desfecho funcional composto, definido como: 1) uma melhora de pelo menos 1,5 ml/kg/min em pVO2 e uma redução maior ou igual a 1 da classe funcional da NYHA; ou 2) uma melhora maior ou igual a 3,0 ml/kg/min em pVO2 sem deterioração da classe funcional da NYHA. Nenhuma mudança significativa na relação E/e’ e na velocidade e’ foi identificada entre os grupos de tratamento. Também não houve melhora significativa nos sintomas, conforme avaliado pelo Kansas City Cardiomyopathy Questionnaire.

Finalmente, resumindo o estudo de fase II – MAVERICK-HCM – que testou o mavacamten um inibidor da miosina cardíaca em pacientes com CMH não obstrutiva sintomática: o principal objetivo deste estudo foi avaliar a segurança e tolerabilidade do mavacamten nessa população. O tratamento com Mavacamten foi bem tolerado na maioria dos participantes. Embora este estudo não tenha o poder suficiente para detectar benefícios clínicos, como refletido na classe funcional de NYHA ou pVO2, o mavacamten foi associado a uma redução significativa da dose do NT-proBNP, sugerindo um benefício fisiológico. Os eventos adversos emergentes do tratamento foram predominantemente leves ou moderados e autolimitados.

O estudo de novos agentes com diferentes tipos de mecanismos de ação, como o mavacamten, é necessário no tratamento de pacientes com CMH obstrutiva e não obstrutiva, uma vez que muitos desses pacientes atualmente evoluem para insuficiência cardíaca. O mecanismo de ação do mavacamten parece interessante na fisiopatologia da CMH e, ao melhorar a capacidade de relaxamento ventricular, pode até ser uma ferramenta no tratamento da Insuficiência Cardíaca com FE preservada (hipótese ainda não estudada). Um estudo de fase III está sendo realizado para o tratamento da CMH obstrutiva usando mavacamten (EXPLORER-HCM). Enquanto isso, aguardamos estes e outros resultados para definir seu uso na terapia atual de pacientes com CMH. Para os interessados ​​no assunto, vale a pena ler este artigo.

https://www.onlinejacc.org/content/75/21/2649

 

Curso Cardiopapers

Banner Atheneu

Deixe um comentário

Sobre o autor

Luis Miguel Guerrero Cepeda

Luis Miguel Guerrero Cepeda

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: