Prevenção

Vacinação no cardiopata: o que diz a nova diretriz?

Eduardo Lapa
Escrito por Eduardo Lapa

Esta publicação também está disponível em: pt-brPortuguês

Um ponto muito negligenciado por cardiologistas em geral e justamente a prescrição de vacinação para seus pacientes cardiopatas. Vários estudos correlacionam a ocorrência de infecções virais como a gripe a aumento de eventos coronarianas agudos. Os mecanismos aventados são vários entre eles a ativação de resposta inflamatória sistêmica pelo vírus. Então, o que a nova diretriz de prevenção da SBC recomenda?

  • todo paciente com cardiopatia estrutural (ex: Valvopatia, coronariopatia, miocardiopatia, hipertensão com lesão de órgão alvo, etc) deve receber vacinação para pneumococo e influenza.

  • A vacina para influenza deve ser feita anualmente, idealmente no período da campanha vacinal que ocorre entre abril e maio
  • A vacina para pneumococo deve ser feita também. A diretriz da SBC recomenda repetir a dose em 5 anos.
  • Além destas 2, a diretrizes relembra também a importância de manter-se o calendário vacinal atualizado de forma geral, incluindo vacina para tétano a cada 10 anos

Curso Questões Cardiopapers

Banner Atheneu

Deixe um comentário

Sobre o autor

Eduardo Lapa

Eduardo Lapa

Editor-chefe do site Cardiopapers
Especialista em Cardiologia e Ecocardiografia pela SBC

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site

%d blogueiros gostam disto: