Arritmia Diabetes

Já Ouviu Falar do Finerenone em Fibrilação Atrial / Flutter?

Escrito por Pedro Veronese

Esta publicação também está disponível em: Português Español

O finerenone é um antagonista do receptor de mineralocorticoide, assim como a espironolactona, que se mostrou benéfico em pacientes com doença renal crônica (DRC) e diabetes melito (DM), reduzindo eventos cardiovasculares nesta população. Estudos pré-clínicos mostraram que este fármaco diminuiu remodelamento ventricular, dilatação e fibrose do átrio esquerdo. Evidências prévias destacam que fibrilação atrial (FA) e flutter atrial (FLU) são comuns em renais crônicos e têm valor prognóstico neste grupo, aumentando em 2 a 5 vezes a chance de se desenvolver insuficiência cardíaca, infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral e morte.

Considerando este racional, recentemente Filippatos e cols. publicaram uma análise secundária do estudo FIDELIO-DKD, pré-especificada, com o objetivo de avaliar o papel desta medicação na incidência de FA / FLU de início recente em pacientes com DRC e DM. Os pacientes foram randomizados a receber finerenone vs placebo, sendo os principais critérios de inclusão: relação albumina creatinina urinária ≥ 30 e ≤ 5.000 mg/g, uma taxa de filtração glomerular ≥ 25 e < 75 mL/min/1,73m2 e que estavam recebendo doses otimizadas de bloqueadores do sistema renina-angiotensina. Foram excluídos os pacientes com doença renal não diabética, insuficiência cardíaca de fração de ejeção reduzida, em diálise recente, transplantados renais ou com hipertensão arterial descontrolada.

FA / FLU ocorreu em 82 pacientes (3,2%) do grupo finerenone e em 117 pacientes (4,5%) do grupo placebo (HR: 0,71; 95% IC: 0,53 a 0,94; P = 0,016). Desta forma, os autores concluíram que em pacientes com DRC e DM, este fármaco reduziu o risco de FA / FLU de início recente.

Entretanto, algumas limitações do estudo devem ser consideradas. Apesar de pré-especificada, esta foi uma análise secundária de um estudo principal (FIDELIO-DKD), desta forma, o power do trabalho não foi calibrado para este desfecho. Os pacientes não foram monitorados de forma contínua, portanto, detecção de FA /FLU assintomático não foi avaliada nos grupos. Considerando estas limitações, esses achados promissores devem ser considerados geradores de hipóteses para trabalhos futuros.

Bibliografia:

  1. Gerald V. Naccarelli, MD e cols. Do Mineralcorticoid Receptor Antagonists Suppress Atrial Fibrillation/Flutter? https://doi.org/10.1016/j.jacc.2021.04.080.
  2. Gerasimos Filippatos, MD e cols. Finerenone Reduces Onset of Atrial Fibrillation in Patients with Chronic Kidney Disease and Type 2 Diabetes. https://doi.org/10.1016/j.jacc.2021.04.079.

Curso Cardiopapers

Banner Atheneu

Deixe um comentário

Sobre o autor

Pedro Veronese

Médico Especialista em Clínica Médica pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.
Médico Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC.
Médico Especialista em Arritmia Clínica e Eletrofisiologia pela Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas - SOBRAC.
Médico do Centro de Arritmias Cardíacas do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.
Doutor em Cardiologia pelo InCor - FMUSP.
Preceptor da Residência de Clínica Médica do Hospital Estadual de Sapopemba e Hospital Estadual Vila Alpina.
Médico Chefe de Plantão do Pronto Socorro Central da Santa Casa de São Paulo.
Professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.
Professor da Faculdade de Medicina UNINOVE.

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anúncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site

%d blogueiros gostam disto: