Valvopatias

Quando intervir em valvopatia assintomática? Assunto comum no dia a dia

Escrito por Eduardo Lapa

Esta publicação também está disponível em: Português Español

Quando indicar intervenção em casos de valvopatias esquerdas? A grande regra é indicar nos casos em que a valvopatia é importante E o paciente possui sintomas associados. OK. Mas, e nos casos em que a valvopatia é importante mas o paciente não tem sintoma algum? Deixo quieto e apenas sigo clinicamente? Depende. Nestes casos, temos que avaliar se o paciente tem algum fator complicador. O que seria isto? Fator complicador são dados, geralmente provenientes de exames complementares, que mostram que aquele paciente em questão tem uma maior chance de evoluir de forma desfavorável. Como a sobrevida seria reduzida em relação à população em geral, a tendência é de se considerar intervenção mesmo na ausência de sintomas.

Este tema é bastante cobrado na prova de título de especialista em cardiologia (TEC) e precisa ser bem dominado por quem faz consultório. Quer saber quais os fatores complicadores nas valvopatias esquerdas? Aqui vai (fonte: diretriz da SBC):

Curso Cardiopapers

Banner Atheneu

Deixe um comentário

Sobre o autor

Eduardo Lapa

Editor-chefe do site Cardiopapers
Especialista em Cardiologia e Ecocardiografia pela SBC

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anúncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site

%d blogueiros gostam disto: