Miscelânia Nefrologia Prevenção

Suplementação de Cálcio aumenta o risco cardiovascular?

Andre Lima
Escrito por Andre Lima

O Cálcio é um nutriente essencial para manter os ossos saudáveis e sua ingestão é fundamental para homeostase.

Recentemente uma nova diretriz -National Osteoporosis Foundation (NOF) and the American Society for Preventive Cardiology (ASPC) – sugere que a ingestão na dieta ou em suplementos alimentares, quando  menor que 2500mg por dia, não afetaria o risco cardiovascular.

Algumas metanálises que incluíram  estudos randomizados sugeriram uma associação entre a suplementação de Cálcio e o aumento do risco cardiovascular e acidente vascular cerebral (NEJM JW Gen Med Oct 1 2010 and BMJ 2010; 341:c3691; NEJM JW Gen Med Jun 1 2011 and BMJ 2011; 342:d2040). No entanto, essa constatação se estabeleceu de forma inconsistente já que não foram projetadas para avaliar o risco cardiovascular como desfecho principal. Para elucidar os achados conflitantes, os pesquisadores conduziram  uma revisão sistemática e atualizada  sobre os efeitos  da ingestão de cálcio na dieta ou em suplementos isoladamente  ou em associação com Vitamina D, e sua influência sobre o risco cardiovascular ( existia a hipótese de que o cálcio suplementar se depositaria nas artéria conferindo efeitos deletérios) em população estudada de   adultos geralmente saudáveis.  A suplementação de cálcio variou de 400mg a 1600 mg diariamente.

Ponto Chaves:

  • Um total de 31 estudos foram incluídos na revisão. Dos quatro ensaios randomizados analisados, nenhum encontrou uma diferença estatisticamente significativa no risco de eventos cardiovasculares ou mortalidade entre os grupos que receberam suplementos de cálcio sozinho ou cálcio mais vitamina D em comparação com aqueles que receberam placebo. Resumindo, não houve aumento do risco de desfechos  de mortalidade ou aumento de risco cardiovascular.
  • A ingestão de  cálcio nos alimentos ou em suplementos , desde que não exceda o  nível tolerável de 2000 a 2500 mg por dia, parece ser segura.
  • Fontes dietéticas de Cálcio são preferíveis aos Suplementos de Cálcio, mas estes podem ser utilizados para corrigir deficiências na alimentação.
  • O The Institute of Medicine  nos EUA, recomenda uma ingestão de Cálcio de 1000 a 1500mg /dia. Estima-se que os americanos, em média, consomem entre 800 a 1000 mg na dieta e portanto uma reposição de suplementos de cálcio não superior a 500 mg/dia seria suficiente. Ressaltam que a ausência de influência no risco cardiovascular não deve incentivar a suplementação  ampla e excessiva deste elemento.
  • A suplementação excessiva de cálcio pode estar associada a risco aumentado de cálculos renais, ocasionar efeitos colaterais gastrointestinais e interferir em com a absorção de outros medicamentos.

O que achou deste artigo? Comente, compartilhe e curta nossa página no facebook.

ADAPTADO DE : JWacth

Deixe um comentário

Sobre o autor

Andre Lima

Andre Lima

Editor do site --
Especialista em Cardiologia pela SBC e InCor/ USP --
Especialista em Ecocardiografia pela SBC e InCor/USP --
Especialista em Terapia Intensiva pela AMIB --

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: