Diretrizes e Guidelines Hipertensão arterial sistêmica Manchetes da Semana Prevenção

Qual a diferença entre MRPA e automedida da pressão arterial?

Thiago Midlej
Escrito por Thiago Midlej

A MRPA (medida residencial da pressão arterial) é o método capaz de realizar registros da pressão arterial (PA) por longo período de tempo, fora do ambiente do consultório. Pode ser feito pelo paciente ou por indivíduo treinado, com equipamento de braço, validado e calibrado. É realizado baseado em um protocolo previamente estabelecido e normatizado, diferentemente da AMPA (automedida da pressão arterial) que não estabelece protocolo. As medidas da PA pela MRPA apresentam melhores correlações com lesões de órgãos-alvo e eventos cardiovasculares, em comparação com as medidas obtidas em consultório

Indicações de MRPA:

– Suspeita de hipertensão ou efeito do avental branco

– Suspeita de hipertensão mascarada.

– Avaliação da eficácia terapêutica anti-hipertensiva

– Confirmação de hipertensão arterial

– Confirmação de HA resistente

Existem diversos protocolos para a MRPA. A diretriz brasileira de MRPA recomenda aferir três medidas de PA pela manhã e 3 ao anoitecer, com intervalos de um minuto entre elas, por no mínimo 5 dias consecutivos.

Considera-se anormal a média da pressão arterial ≥ 135 mmHg para a PAS e/ou ≥ 85 mmHg para a PAD.

 

Publicidade

Banner Atheneu

Banner Curso Pré Operatório

Deixe um comentário

Sobre o autor

Thiago Midlej

Thiago Midlej

Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia​ e pelo Instituto do Coração da Faculdade de Medicina de São Paulo - I​NCOR​​.
Pós graduando da Unidade de Hipertensão do​​ I​NCOR​
Médico plantonista da Unidade Clínica de Emergência do INCOR
​​Cardiologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Deixe uma resposta

Seja parceiro do Cardiopapers. Conheça os pacotes de anuncios e divulgações em nosso MídiaKit.

Anunciar no site
%d blogueiros gostam disto: